O que a vida me ensinou

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1904 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
o que a vida me ensinou

www.versar.com.br

www.saraivauni.com.br

1

2

o que a vida me ensinou

Viver em paz para morrer em paz
(paixão, sentido e felicidade)

MARIO SERGIO CORTELLA

3

ISBN 978-85-02-09019-4 CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO-NA-FONTE SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ

C856o Cortella, Mario Sergio O que a vida me ensinou / Mario Sergio Cortella - SãoPaulo : Saraiva : Versar, 2009 ISBN 978-85-02-09019-4 1. Cortella, Mario Sergio, 1954-. 2. Crônica brasileira. I. Título 09-5613 CDD: 869.98 CDU: 821.134.3 (81)-8

Copyright © 2009, Mario Sergio Cortella Copyright © 2009 Editora Saraiva e Editora Versar Todos os direitos reservados

Editora Saraiva
Diretora editorial: Flávia Alves Bravin Gerente editorial: Marcio Coelho Editoras: Gisele FolhaMós Juliana Rodrigues de Queiroz Produção editorial: Daniela Nogueira Secondo Rosana Peroni Fazolari Marketing editorial: Nathalia Setrini Aquisições: Rita de Cássia da Silva

Editora Versar
Editor: Luís Colombini colombini@versar.com.br
1ª edição 1ª tiragem: 2009 2ª tiragem: 2010

Edição final: Janete Leão Ferraz Arte, produção e revisão: Editora Versar Capa: Aero Comunicação

Nenhumaparte desta publicação poderá ser reproduzida por qualquer meio ou forma sem a prévia autorização da Editora Saraiva e da Editora Versar. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na lei n. 9610/98 e punido pelo artigo 184 do Código Penal.

4

Para Emília, Vida e Mãe, muitas vezes admirável. Para Antonio, Vida e Pai, muitas vezes memorável.

5

6

sumário

o que se aprendecom o óbvio escrever, para apaziguar... a diferença está na atitude saudade e nostalgia, raízes e âncoras experiência e imprevistos o acolhimento da discordância o raio da paixão e a construção do amor viver em paz a ecologia, o apego e o erotismo a graça da vida a sociedade da exposição como me tornei eu mesmo a criação de diferenciais fabricação do passado, anseio de futuro e desespero doconsumo

9 13 17 21 25 29 35 41 47 51 57 65 75

79
7

evolução nem sempre é para melhor sexo, o simples e o complexo felicidade como vitalidade desejo, necessidade, vontade razões da existência

85 91 97 103 107

8

O que se aprende com o óbvio

Ensinar vem do latim ensignar, vem de signo, de sinal, de
deixar uma marca. Ensignar é o que você grava em algo ou alguém. Se uma pessoa mepergunta o que aprendi na vida até agora, minha resposta revelará tudo que me ensignou, as marcas que foram gravadas em mim. Revelará minhas características, meus caracteres, meu caráter. Perceba que as palavras ensignar e aprender estão conectadas, uma vez que ninguém ensina sem ter aprendido e vice-versa. Parece óbvio, mas pouca coisa é mais perigosa na existência do que o óbvio, essa âncora queparalisa o pensamento e induz à falsidade, à distorção, ao erro. Quantas vezes você já disse ou ouviu alguém dizer isso: “Puxa, procurei as chaves pela casa toda e só encontrei no último lugar que olhei”. E quem escuta isso geralmente diz: “Que curioso, isso também sempre acontece comigo!”. Mas é óbvio. É claro que a pessoa encontra no último lugar que
9

procurou, pois ninguém encontra algo e,em sã consciência, continua procurando o que já encontrou. Sempre se encontra algo no último lugar, e jamais antes nem depois. Todo conhecimento e todo avanço vão contra o óbvio, contra tudo aquilo que ancora, que evita o progresso e o desenvolvimento humano. Sim, mudar é complicado, pois a mudança é contrária à imobilidade – e a imobilidade diversas vezes se esconde por trás da máscaratraiçoeira da coerência. Os melhores artistas não são coerentes. São a antítese do óbvio. Picasso e sua Guernica, eis um bom exemplo disso. Guernica é uma aldeia que foi bombardeada em abril de 1937, durante a guerra civil espanhola. Picasso pintou um painel sobre o tema. Nele, não há nada de óbvio; não há bombas, explosões, soldados, nada disso. Mas basta olhar as pessoas que estão ali, o cavalo, para...
tracking img