O que faz brasil, brasil? carnaval

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1194 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O que faz o brasil, Brasil? A questão da identidade .
Da Matta, começa explicando o sentido do titulo "o que faz o brasil, Brasil", mostrando uma distinção entre brasil escrito em letra minúscula que nada mais é do que um tipo de madeira ou feitoria interessada em explorar uma terra qualquer (que é o país das possibilidades humanas, algo sem vida), e o Brasil escrito em maiúsculo que indica umpovo, uma nação, um conjunto de valores, escolhas e ideias de vida (que é uma combinação universal das possibilidades humanas, é um Brasil mais complexo).
Ao longo capítulo, Da Matta faz comparações do Brasil com Deus por ter partes conhecidas e partes misteriosas, mas que está em todos os lugares e que também precisa dos homens para que possa se saber superior e onipotente, com ajuda de umaAntropologia Social que proporciona uma visão da sociedade aberta e relativizada pela comparação o autor examina alguns aspectos da sociedade brasileira, e conta as diferenças culturais dos brasileiros comparada com a dos norte-americanos, mostrando as enormes variedade de possibilidades encontradas no país, com tudo mostra como se constrói a identidade do povo brasileira, conclui-se que a sociedadebrasileira constrói sua identidade duplamente, deixando sem possibilidade que exista completamente de um jeito ou de outro, uma identidade moderna (que leva o leitor a utilizar de artifícios tecnológicos, atuais dentre outros) e a arcaica (que por sua vez leva o leitor a utilizar-se de valores passados, padrões sociais antigos e a constante fazer comparações do atual com o passado, tendo como valorprincipal o passado), o capítulo encerrasse com a dúvida de como unir duas ideias opostas a fim de construir uma identidade.
Neste livro, com ajuda de uma Antropologia Social praticada com destemor e que proporciona uma visão da sociedade aberta e relativizada pela comparação, queremos examinar alguns aspectos da sociedade brasileira que o povo encara e certamente ama como uma divindade. Porqueaqui, como tá, o Brasil está em toda parte. Nas leis e nas nobres artes da política e da economia, das quais temos que falar sempre num idioma oficial e dobrando a língua; mas também na comida que comemos, na roupa comemos que vestimos, na casa onde moramos e na mulher que amamos e adoramos. O Brasil do povo e das suas coisas, da comida, da mulher, da religião que não precisa de teologiacomplicada nem de padres estudados. Das leis da amizade e do parentesco, que atuam pelas lágrimas, pelas emoções do dar e do receber, e dentro das sombras acolhedoras das casas e quartos onde vivemos o nosso quotidiano. Dos jogos espertos e vivos da malandragem e do carnaval, onde podemos vadiar sem sermos criminosos e, assim fazendo, experimentamos a sublime marginalidade que tem hora para começar eterminar.
Capítulo V. O carnaval, ou mundo como teatro e prazer.

Todas as sociedades alternam suas vidas entre rotinas e mitos, trabalho e festa, corpo e alma, coisas dos homens e assunto dos deuses, períodos ordinários - onde a vida transcorre sem problemas - e as festas, os rituais, as comemorações, os milagres e as ocasiões extraordinárias, onde tudo pode ser iluminado e visto por novo prisma,posição, perspectiva e ângulo...
A viagem da rotina para o extraordinário, porém depende de uma série de fatores. Ela pode variar de sociedade para sociedade e pode ser realizada tanto coletiva quanto individualmente. No Brasil, como em muitas outras sociedades, o rotineiro é sempre equacionado ao trabalho ou a tudo aquilo que remete a obrigações e castigos... a tudo que se é obrigado a realizar;ao passo que o extraordinário, como o próprio nome indica, evoca tudo que é fora do comum e, exatamente por isso, pode ser inventado e criado por meio de artifícios e mecanismos. Ou melhor, tanto a festa quanto a rotina são modos que a sociedade tem de exprimir-se, de atualizar concretamente, deixando ver a sua “alma” ou o seu coração.
O trabalho sempre indica a idéia (ou ideal) da construção...
tracking img