O que estão ensinando às nossas crianças sobre a história de nosso país?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1471 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIRIO – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

CCH – Centro de Ciências Humanas e Sociais
DH – Departamento de História
EH – Escola de História
Rio de Janeiro, 10 de dezembro de 2007.
Disciplina: Seminário de Pesquisa em Ensino de História do Brasil
Prof. Dr. Paulo Cavalcante
Nome: Ana Cristina Porto de Albuquerque Matrícula: 20051311103

O que estão ensinando às nossascrianças sobre a história de nosso país?

Sabemos o quanto é importante conhecermos a História de nosso país: aprendendo com o passado, não cometeríamos os mesmos erros no presente e no futuro. Também é fato que muitos professores utilizam apenas os livros didáticos como base de suas aulas. Isso muitas vezes, sem que haja uma discussão mais aprofundada sobre a História do Brasil em sala de aula,pode induzir os alunos a uma compreensão errônea de nossa história. Muitos livros didáticos apresentam alguns conceitos equivocados. Um deles é chamar o território recém “descoberto” de Brasil, em uma época em que sequer existia uma unidade territorial e política.
Os livros didáticos atuais estão procurando evitar erros conceituais. A intenção é que as crianças conheçam os conceitos históricos emseu verdadeiro significado e possam entender melhor a história. De nada adianta, porém, ter os conceitos e fatos históricos sem que exista um debate em sala de aula. É interessante perceber o que elas pensam e tentar, com isso, montar um conhecimento histórico junto com os alunos.
É importante que sejam incluídas nas aulas conexões com o Brasil dos dias de hoje. Por mais distante que seja operíodo estudado, é preciso mostrar às crianças que a História brasileira não está dividida em períodos totalmente sem ligações um com o outro. O que aconteceu, por exemplo, no século XVI, pode estar influenciando algo que ocorre nos dias de hoje. Deve haver uma discussão sobre temas atuais, já que eles têm elos com o passado.
O caso a ser estudado são livros didáticos da sexta série (sétimo ano) doEnsino Fundamental. Os livros geralmente começam abordando o tema do Brasil Pré-Colonial até a mineração, passando por um tema que marcará a História do Brasil desde o século XVI até o final do século XIX: a escravidão africana.
Ao tratar do início da colonização do Brasil, procura-se enfatizar o desinteresse inicial que Portugal tinha em povoar sua nova colônia, como ele explorava as riquezasnaturais e como surgiu a necessidade de ocupá-la. Conta as primeiras dificuldades para a colonização das novas terras, por que as capitanias hereditárias não deram certo, a criação do governo-geral, enfatizando sua coexistência com o sistema de capitanias hereditárias, ao contrário do que se pensava anteriormente e o início do cultivo da cana-de-açúcar.
No que se refere à economia colonial, ésublinhado como a colônia começou a dar seus primeiros passos. Vai desde a extração do pau-brasil, passando pelos engenhos de açúcar, pela pecuária e indo até a mineração. Diz como tudo começou, com os índios extraindo madeira em troca de objetos, por que eles se revoltaram e sobre a implantação da mão-de-obra escrava. Foi levado em conta o bom conhecimento que os nativos tinham do território, agrande possibilidade de fuga que isso trazia, o lucro gerado pela escravização de indígenas permanecer dentro da colônia e a alta lucratividade do comérico de escravos. Algo importante que é enfatizado é o fato de que havia um mercado de consumo interno colonial, provando que a economia na colônia também era dinâmica.
A escravidão é destacada pelo fato de que estará presente em grande parte daHistória do Brasil. Inicia-se falando sobre o comércio de escravos (quais eram as principais rotas, a lucratividade que gerava para os comerciantes, o que acontecia no transporte dos cativos), distinções entre os escravos aqui no Brasil, como eles resistiam à escravidão (exemplo: Quilombo dos Palmares) e quais eram os principais grupos culturais africanos. Vale a pena fazer uma crítica a esse...
tracking img