O que é língua padrão?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 8 (1967 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 20 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade FUMEC – FACE – Disciplina: Língua Portuguesa

Mas, afinal, o que é língua padrão?

Já sabemos que as línguas são um conjunto bastante variado de formas linguísticas, cada uma delas com a sua gramática, a sua organização estrutural. Do ponto de vista científico, não há como dizer que uma forma linguística é melhor que outra, a não ser que a gente se esqueça da ciência e adote opreconceito ou o gosto pessoal como critério.
Entretanto, é fato que há uma diferenciação valorativa, que nasce não da diferença desta ou daquela forma em si, mas do significado social que certas formas linguísticas adquirem nas sociedades. Mesmo que nunca tenhamos pensado objetivamente a respeito, nós sabemos (ou procuramos saber o tempo todo) o que é e o que não é permitido...
Nós costumamos“medir nossas palavras”, entre outras razões porque nosso ouvinte vai julgar não somente o que se diz, mas também quem diz. E a linguagem é altamente reveladora: ela não transmite só informações neutras; revela também nossa classe social, a região de onde viemos, o nosso ponto de vista, a nossa escolaridade, a nossa intenção... Nesse sentido, a linguagem também é um índice de poder.
Assim, narede das linguagens de uma dada sociedade, a língua padrão ocupa um espaço privilegiado: ela é o conjunto de formas consideradas como o modo correto, socialmente aceitável, de falar ou escrever.
Como surgiu o padrão?
Naturalmente que este padrão não se estabeleceu por acaso; em todas as sociedades modernas ele foi o fruto de um processo histórico seletivo sempre ligado aos grupos sociaishegemônicos. Em outras palavras, a língua padrão, na sua origem, é a língua do poder político, econômico e social. Em decorrência disso, suas formas se mantêm por força de um intenso processo social coercitivo, que age em muitas direções. Uma delas é a própria escola, que (por mais pobre que seja, como a nossa) mobiliza sistematicamente todos os seus esforços no sentido de transmitir e conservar a língua“certa” – que, assim, se identifica fortemente com a língua escrita. Outra força coercitiva é a dos próprios usuários da língua, que, mesmo quando não dominam as formas linguísticas consideradas “boas”, lutam por identificar-se com elas, porque sabem que não usá-las em certos contextos implica censura, discriminação e mesmo bloqueio à ascensão social. Pode-se mesmo dizer que há uma unanimidadenacional em torno das qualidades da “língua certa”, uma unanimidade que não se encontra em nenhuma outra área ou atividade do conhecimento. Pense a respeito: você conhece alguém que afirme, categoricamente, que falar e escrever certo “não está com nada”?
Língua padrão: um “peixe ensaboado”?
Entretanto, se todos concordam com a existência e com as vantagens da língua padrão, pouca gente – se é quehá alguém – será capaz de descrevê-la rigorosamente. Pode-se dizer que aquilo que se chama “língua padrão” é um peixe ensaboado”. E tanto mais difícil será de definir, quanto mais transformações sociais, políticas, econômicas se passem em curto espaço de tempo em uma dada sociedade, como é o caso do Brasil. De tal modo que um gramático conservador, munido de compêndios, que passasse um mês diantedos noticiários de televisão ou lendo jornais e revistas acabaria por declarar, desesperado, que ninguém mais sabe falar e escrever português no país.
Antes de nos desesperarrmos com ele, vamos sistematizar alguns aspectos que devem ser levados em conta quando se fala em língua padrão.
a) A língua padrão não é uniforme. Em todas as sociedades, ela admite variações. Vejamos as maisimportantes:
Variação geográfica: De região para região, o padrão aceita diferenças de pronúncia (compare as pronúncias de um nordestino, um carioca e um gaúcho, por exemplo), de vocabulário (tangerina x mimosa x bergamota) e de sintaxe (Ele não me viu [Brasil] Ele me não viu [Portugal]). Mas atenção: não são todas as variações geográficas que são aceitas”. O grau de aceitação em geral vai...
tracking img