O quadro negro - resenha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2415 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A UA U L A L A

34

34

Os anos radicais: o governo Jânio Quadros
a aula passada, fizemos uma pequena viagem pelo final da década de 1950, quando encontramos variadas manifestações da cultura brasileira, popular e erudita. Essa efervescência era, em grande parte, um produto da “euforia” desenvolvimentista. No entanto, o clima de otimismo foi quebrado pelos grandes desafios que a novadécada nos trouxe. Nesta aula, você vai ver de que forma as conjunturas política e econômica do início dos anos 60 foram marcadas pela herança − positiva e negativa − do período desenvolvimentista. Vamos acompanhar a eleição e o governo de Jânio Quadros, o presidente que obteve o maior número de votos que o Brasil jamais tinha dado a um candidato até então. Pois esse presidente tão votado renunciou aocargo com menos de oito meses de governo.

Abertura

N

A “vassoura” chega ao Planalto

Movimento

As eleições presidenciais de 3 de outubro de 1960 deram uma espetacular vitória a Jânio Quadros, ex-prefeito e ex-governador de São Paulo. Jânio foi candidato de uma ampla união de partidos. Veja só quantos se juntaram para elegê-lo: UDN, PTN, PDC, PR e PL. A esses partidos uniram-se asdissidências do PTB, PSD, PRP, PSP e PSB.

Campanha presidencial de Jânio Quadros.

Jânio obteve 48% (quase seis milhões) dos votos válidos, contra os 32% dados ao marechal Henrique Teixeira Lott. Como você viu na Aula 32, Lott era ministro da Guerra do governo Kubitschek e candidato oficial do governo pela aliança PSD-PTB. Outro ex-governador de São Paulo, Ademar de Barros, também candidato,obteve 20% dos votos. A eleição de Jânio teve o comparecimento de 80% do eleitorado. Até então, nunca tantos eleitores haviam dado seu voto no Brasil. Para a vice-presidência, foi novamente eleito João Goulart, candidato da coligação PSD-PTB e ex-vice presidente de Kubitschek. Você deve estar perguntando: como podem ser eleitos um presidente de um partido e um vice-presidente de outro? Uma boapergunta, essa. Acontece que, pela legislação eleitoral da época, ao contrário da atual, o eleitor podia votar em candidatos à presidência e à vicepresidência de chapas diferentes, como se fossem duas eleições distintas.

A U L A

34

Vimos que Jânio Quadros se elegeu como candidato de oposição a Juscelino Kubitschek. Mas como explicar uma vitória tão consagradora, se o governo Juscelino haviasido, aparentemente, tão bem-sucedido, cumprindo sua promessa de realizar “50 anos em 5”? Pense um pouco... Volte à aula anterior e tente expor sua opinião.

Pausa

Voltemos juntos à “herança” do governo JK. Só no final do governo foi possível sentir as principais conseqüências negativas do desenvolvimento econômico acelerado daquele período. Os grandes investimentos necessários à realização doPlano de Metas criaram um desequilíbrio entre as receitas obtidas (basicamente dos impostos) e as despesas efetuadas pelo Estado. Como não podia obter mais receitas, o governo tentou cobrir esse “rombo” com a emissão de papel-moeda. O que significa isso? Significa que, como o governo gastava mais do que recebia, começou a fabricar dinheiro para pagar o que devia. Parece uma solução mágica, não é?Mas, na realidade, é uma armadilha. Esse “excesso” de dinheiro em circulação acabou provocando um fenômeno inflação. por nós bastante conhecido: a inflação Em 1960, a taxa inflacionária anual chegou a mais de 30%. Você pode achar que é um índice pequeno, comparado às taxas de inflação que nos afetaram tanto na década de 1980. Mas começava ali o nosso grande problema de controlar a inflação e osgastos exagerados do governo. Outra conseqüência negativa do Plano de Metas foi o crescimento da dívida externa. Você sabe o que é isso? É quanto o Brasil tem de pagar aos países desenvolvidos que nos emprestam dinheiro. No período de 1955 a 1960, nossa dívida externa cresceu em 60%! Jânio Quadros se aproveitou desses problemas do governo anterior e fez uma campanha eleitoral com muitas críticas...
tracking img