O processo evolutivo na internet e a segurança do usuario

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1224 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O PROCESSO EVOLUTIVO NA INTERNET E A SEGURANÇA DO USUÁRIO

A Internet, conhecida como é hoje, passou um processo de profundas mudanças desde sua concepção, em que ocorreu pelo governo americano para integrar sistemas, e hoje tem inúmeras funções, mas principalmente a troca de informações. Nos anos 60, ela começou a ser desenvolvida, como rede para pesquisas contra ataques nucleares. Nos anos70, as conexões deixaram de ser locais, e passaram a internacionais. No começo dos anos 80, as pessoas começam a ter liberdade para expressarem suas idéias, e é criando o TCP/IP, protocolos de identificação na Internet (espécie de “RG” para identificar o computador quando ele se conecta), e em seu fim, são criadas as primeiras formas do e-mail, que são os provedores com seus conteúdo, bem como seusdirecionamentos. No inicio dos anos 90, os provedores de busca são liberados a usuários comuns, e o termo WWW (world wide web) também é liberado para a criação de páginas online. A mídia e o comercio começam a tomar conhecimento sobre a oportunidade que a internet lhes oferece, e passam a investir nela. São criados os códigos móveis como Java e JavaScript, e o mensageiro instantâneo daMicrosoft, o MSN. Os códigos XML são emergentes, e o E-comerce toma proporção maior. E no fim da década, os vírus são disseminados, bem como o Napster, software para troca de conteúdos entre usuários, especialmente de músicas. E na década de 2000 finalmente temos a web no formato como a conhecemos até hoje, e os processos de acesso remoto, colaboração entre usuários, troca de arquivos, transmissão demídia, e voz sobre IP faz com que ela se difunda a níveis globais, e seja acessível a milhões de pessoas simultaneamente.
A internet é um meio para comunicação efetiva entre pessoas ou processos; é um mecanismo de recuperação de informação e suporte à pesquisa; é flexível em relação ao preço e características; é simultaneamente uma entidade local e internacional, permitindo interação entre usuáriosseparados por uma parede ou por um oceano; não especifica nem hardware nem software; não é uma única rede, mas um grupo de redes logicamente (não fisicamente) arrumadas hierarquicamente; não é propriedade de nenhum governo, corporação ou universidade; não é a mesma em todos os lugares (não homogênea) mas amplamente diferente (heterogênea); não é restrita somente a pesquisa, mas também a áreacomercial ou outros usos apropriados, apesar de alguns servidores serem dedicados; não é usada por um tipo específico de usuário, mas qualquer profissional, estudante ou pessoa comum.
O vazamento de dados é consequência do “paradigma da memória”, que vem com a facilidade de se registrar um volume cada vez maior de informações. A administração destes grandes volumes de informação é algo problemático,com o que se está apenas começando a lidar, e os reflexos de uma má política de administração da infomação dentro de corporações são visíveis para além das questões envolvendo dados pessoais, e abrangem o vazamento de segredos industriais e comerciais, planos de negócios, estruturas organizacionais e tantos outros dados que tenham caráter reservado. A necessidade de manipular informações em grandevolume faz com que seja comum que eles sejam manipulados com pouco cuidado, em quantidades excessivas, por pessoas não qualificadas ou por qualquer outro procedimento que facilite uma eventual difusão pública, seja acidental ou mesmo intencional.
O vazamento de dados é um dos maiores obstáculos para a obtenção da confiança e respeito, tanto do cidadão como do consumidor, ao mesmo tempo em que é umdesafio técnico e organizacional para as corporações que tratam com grandes volumes de dados. O tema vem sendo objeto de crescente e intensa regulação no exterior – nos Estados Unidos, quase todos os estados contam com suas próprias leis sobre Data Breach (vazamento de dados); diversos países europeus também já trataram da matéria (vide exemplo recente da Alemanha) e o tema está no topo das...
tracking img