O processo de trabalho da equipe multidisciplinar e a evetivação dos direitos dos idosos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2182 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O PROCESSO DE TRABALHO DA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR E A
EVETIVAÇÃO DOS DIREITOS DOS IDOSOS
Gabrielle Tayanne Andrade Vasconcelos – Universidade Federal da
Paraíba

RESUMO:
Um número elevado de pessoas do mundo inteiro estão passando por um processo de
envelhecimento. No final do século XX e início do século XXI houve um significativo aumento
do número de idosos na sociedade mundial, muitosdenominam de “revolução demográfica”. A
ONU estipulou de 1975 – 2025 como a Era do Envelhecimento. E essa realidade é percebível
tanto em países desenvolvidos, como em países em processo de desenvolvimento, como é o
caso do Brasil. O presente trabalho é um estudo, que tem como objetivo demonstrar que, no
século XX o envelhecimento da população passa a ser reconhecido como um dos grandesdesafios para as políticas públicas, nos países desenvolvidos, o envelhecimento populacional
incidiu em um “cenário socioeconômico favorável”, com isso houve uma ampliação do sistema
proteção social, já nos países em desenvolvimento o rápid o processo de envelhecimento está
acontecendo em um momento de crise fiscal, dificultando o desenvolvimento do sistema de
proteção social para os diversosgrupos etários, particularmente os idosos. No Brasil, conforme
dados da OMS temos cerca de 10 milhões de pessoas com 60 anos ou mais, caracterizando o
país em processo de envelhecimento, diante dessa realidade se faz necessário que o
assistente social em parceria com outros profissionais, de outras áreas do conhecimento, em
conjunto, possam avaliar problemas, pensar em táticas e propor programas eprojetos de forma
interdisciplinar. A partir deste contexto, os profissionais são solicitados a realizar uma
interpretação da realidade, para com isso desenvolver habilidades e conhecimentos teórico metodológicos, as quais irão estar relacionadas às expressões da questão social .
PALAVRAS – CHAVES: idosos, direitos dos idosos e equipe multidisciplinar.

I.

ENVELHECIMENTO POPULACIONAL NOBRASIL

Durante as últimas décadas, a velhice tornou-se visível no Brasil, com o
expressivo aumento da população com mais de sessenta anos. De acordo com
Haddad (2003, p. 107) os primeiros projetos de políticas públicas para a velhice
datam dos anos 70, uma vez que a velhice dependia das ações caritativas dos
indivíduos, das santas casas de misericórdia, das congregações religiosas ou
deentidades de benemerência. E somente em 1976 o Estado, separando a
previdência do trabalho, criou o Ministério da Previdência e Assistência Social.
Nos anos 80, a sociedade brasileira passa por transformações nas suas
formas de organização, uma vez que há uma ampliação e pluralização nos
movimentos sociais constituindo um vasto campo de atores - mulheres, negros,
estudantes, minorias sexuais,ecologistas, idosos, entre outros – que se
organizavam coletivamente pela melhoria da qualidade de vida (Grupo de
Estudos sobre a Construção Democrática, 1998-1999).
Conforme analisa Haddad (2003, p. 113), durante a formulação da
Constituinte de 1988, o Movimento de Aposentados e Pensionistas ganhou
grande visibilidade e despertou nos aposentados e pensionistas, a consciência
dos seus direitose o espírito de cidadania.
“Ser cidadão é conquistar direitos econômicos e sociais, é
cumprir com seus deveres. É um exercício individual, mas
construído coletivamente, porque somos um ser social,
vivemos uma família, um bairro, uma cidade” (RODRIGUES,
2000:78)

A Constituição Cidadã (1988), foi a primeira Constituição Brasileira a
tratar sobre a proteção jurídica ao idoso, a qual impõe àfamília, à sociedade e
ao Estado o dever de proteger os idosos (Uvo; Zanatta, 2005). A Constituinte
introduziu também o termo seguridade social, compreendendo como um
“conjunto integrado de iniciativas dos poderes públicos e da sociedade
destinado a assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e à
assistência social” (art.194).
Haddad (2003, p. 114) destaca que “[...] logo após...
tracking img