O principe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2341 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Fichamento

O Príncipe:

(Cap 1): Inicia-se que o livro se trata sobre o pincipado, e a república ele não ira discutir.As fomas de principados podem ser hereditários ou são novos, que podem ser interamente novos ou anexações.(Cap 2): Nos estado hereditarios, há menos dificuldades para mantê-los do que nos novos.
(Cap 3) É nos principados novos que aprarecem as dificuldades. Uma dificuldadenatural: o fato de os homentes mudarem de principe, acreditando que irão melhorar. Mas tarde peceberm o ingano, ocorrendo uma necessidade natural de ofender. E não podemos manter como amigos aqueles que te colocaram, pela impossibilidade de satisfazê-los, uma vez que lhe deve obrigações. Por maior a força do exercito é preciso do apoio dos habitantes para penetrar e permanecer. A solução parapoder manter suas conquistas: se forem da mesma pronvincia e línguia é mais facíl manter, basta sumir com a linhagem do principe e outras e não alterar suas leis nem impostos. Mas em uma pronvincia de costumes diferentes, o melhor recurso é que o conquistador vá residir no local pois desta maneira os distúrbios são rapidamente percebidos e corrigidos.Uma segunda coisa é mandar colônias ou bastantecavalaria. Deve-se se chefe e devensor dos vizinhos, cuidas dos poderesos na sua provincia e com os forasteiros.
(Cap. 4): Os principados que se tem memória tem dois modos de governo: um principe de quem são servos de todos os outros, que tem ajuda para governa ou por principes e barões que detem sua posição pela antiguidade da linguagem. Nos estados governados por um principe e servos, o prinipetem mais autoridade - é difícil de conquistar e fácil de manter. E em um estado governado por antigossenhores, amados por seus suditos – é fácil de conquistar e difícil de conservar. No primeiro basta extinguires a linguagem do principe, no segundo restara os senhores
(Cap. 5) um Estado regido por leis próprias, há três modos de mantê-lo: primeiro destrui-lo, ir residir, deixa-los viver omsuas próprias leis porém pagando tributo e criando um estado de poucos e amigos. .
Quem torna senhor de um cidade habituada a viver livre e não a destroi pode esprara para ser destruido. O meio mais seguro é aniquilá-las ou habitá-las.
(Cap. 6) A dificuldade dos novos principados vai depender da sua virtù (ou fortuna – quem depende mesnos, dura mais tempo. A virtù faz com que reconheçam a ocasião.Conquistam seus domínios com maior dificuldade, todavia os mantêm mais facilmente a dificualdade é introduzir ordeações. No caso de introduzir inovações, porém, é mais seguro e prudente que as faça por meios próprios, pois aqueles que dependem da ajuda de outrem sempre falham,
(Cap 7) Aqueles que só pela fortuna (muito volúvel) se tornam pricipes (com pouco esforço) mas com muito se mantêm. Semgrandes dificulades pelo caminho, mas elas apareceram no final do destino. A menos que o principe tenh virtú e saiba preserva aquilo que a fortuna te coloco no colo e estabeleça fundamentos que outros estabelecera, antes de se torna principe
(Cap. 8) Ainda existe dois outros modos que pode-se chegar ao podear: por atos criminosos ou cm favor de seus concidadãoes. Pois atos criminosos podemconduzir ao poder e não à glória. A crueldade pode ser usada de duas formas: na primeira, usa-se bem quando utilizada toda sorte de crueldade de uma só vez, para garantir o poder e para que as pessoas se satisfaçam com as inovações; de outra maneira, utiliza-se mal quando no começo é pouca, mas aumenta com o tempo.
(Cap. 9)Quando se consegue o poder pelo favor dos cidadões é o principado civil. O queé preciso ter é uma ast;ucia afotunada – a favor do povo (que não deseja ser comandado ou oprimido) ou da aristocracia (quedeseja comanadar e oprimir o povo). Chegar ao principida com ajuda dosricos tem uma maior dificuldade -n pois não pode maneja-los ou comanda-losn a seu modo. E quem chegua com o favor popular encontra-se sozinho. É mais difícil satisfazer a nobreza através da conduta...
tracking img