O principe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1777 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo da obra “O Príncipe” de Nicolau Maquiavel



“O príncipe” é a obra mais conhecida de Nicolau Maquiavel, tendo o seu texto analisado e reinterpretado diversas vezes ao longo dos séculos. Isto se deve ao fato de Maquiavel ser um autor que divide opiniões e sobre o qual se criou um mito, alguns acreditam que ele era incentivador de governos comandados pela tirania. Já outros argumentamque ele na verdade era um defensor da liberdade. De qualquer forma, “O príncipe” se trata de um volume, como definiu seu autor, onde ele discorre sobre o conhecimento adquirido com o estudo dos clássicos e a analise dos acontecimentos históricos. A obra foi um presente de Maquiavel para o príncipe Lourenço de Médici, a quem a também foi dedicada. Estruturalmente é dividida em 26 capítulos, que podemser agrupados em 5 partes de acordo com a temática abordada.
Na primeira parte (referente aos capítulos I a XI) o autor descreve os diversos tipos de principados, considerando que estes junto com a república são as principais formas de governo que exercem ou exerceram poder sobre a vida dos homens, ao logo da história. Apesar de considerar a república um tema importante, Maquiavel não aprofundao em “O Príncipe”, porque já havia tratado deste em sua obra anterior, “Discursos Sobre a Primeira Década de Tito Lívio”. Os principados podem ser hereditários ou nascentes. Encontra-se menos dificuldade na administração de um principado hereditário, pois neste já existe uma linhagem a qual o príncipe pertence. Mesmo que este seja um mau governante, a situação é mais fácil porque apenas basta agircomo seus antecessores fizeram e caso acabe por perder o controle do Estado, ele conseguirá readquiri-lo.
Um principado nascente, ou novo é consideravelmente mais difícil de ser governado, porque estes não são exatamente novos, e sim mistos, ou seja, foram incorporados a um Estado maior e hereditário. A maior dificuldade se encontra no fato de que acreditando em melhorias os habitantessubstituem o seu governante facilmente. Mais tarde estes irão perceber que sua situação não melhorou e sim piorou. Maquiavel acredita que um exército, independentemente de sua força, apenas consegue entrar em um território com o auxilio da população. Ainda é importante citar que se o novo Estado anexado compartilha da mesma língua e costumes do Estado maior, será mais fácil manter a unidade. É quando seconquista um Estado onde a língua e os costumes são diferentes, que se deve contar com a fortuna e o talento do príncipe para conservá-lo.
É importante ressaltar que Maquiavel não cita apenas os problemas, mas também apresenta soluções para o príncipe ser bem sucedido, o que torna a obra um verdadeiro manual. Por exemplo, no caso da conquista de um novo Estado, onde o governo anterior, a língua eos costumes são diferentes do Estado antigo. O autor apresenta algumas soluções para facilitar a dominação, como o príncipe fixar sua residência no novo território, a fim de evitar o crescimento da desordem, o espólio por parte de seus funcionários e ataques externos. Nesta e em outras situações apresentadas no livro, Maquiavel utiliza exemplos de fatos históricos para demonstrar na “prática” oserros e acertos.
Ainda sobre os principados, no caso de Estados que antes da conquista estavam habituados a viver em liberdade, com suas próprias leis, existem três formas de dominá- los: a primeira é destruir-los; outra forma é o novo príncipe estabelecer moradia no novo domínio; e a última é consentir que vivam conforme as suas leis, mas com o pagamento de tributos e o estabelecimento de umgoverno, comandado pela oligarquia local. Mas Maquiavel adverte que a melhor das opções é a primeira, porque se um príncipe não destruir um novo Estado, será destruído por este. Um príncipe em um novo principado, também deve ser virtuoso o suficiente para mantê-lo.

Nesta parte do livro ainda o autor nos apresenta as duas formas de um cidadão comum se tornar príncipe, as duas tem influência da...
tracking img