O principe, de maquiavel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3271 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Maquiavel escreve a obra em um momento caótico da sua vida, quando ao perder o cargo de chanceler, acusado de ser um conspirador, sofre torturas, e só retorna a sua casa, depois de ser liberto pelo papa Leão X. A partir desses fatos, passou a analisar os ocorridos na ultima década e escreve O Principe.
Ao final do século XV e começo do século XVI, perídio em que Alemanha, Espanha, França,Inglaterra e Portugal eram estados unificados, a italia ainda mantinha-se dividida em reinos e republicas.
È neste momento que surge a ideia da monarquia absoluta na europa, que consiste em soberania total ao rei, onde também consistia o sonho de Maquiavel ao ver a italia como um estado unificado e independente.
Criando um novo conceito de governo, que era voltado contra os dos teóricos religiososda idade média, dos filósofos que era baseado em uma moral filantrópica, Maquiavel afirma que a politica era um confronto de relações de forças morais e materiais e que essa é a arte da conquista e manutenção do poder, mas caminho também para a sua perca.
Era necessário quebrar todos os vínculos religiosos e a partir de então, “confrontar o presente com o passado”
Para Maquiavel um príncipedotado da virtu, não deve-se deixar conduzir pela sorte e sim a transformar em habilidade para governar.
Em 25 capitulos, dedicados a Lorenzo De Medici, que era Principe Nicolau Maquiavel, escreve como conquistar e manter um principado.

CAPITULO I
DAS DIVERSAS ESPÉCIES DE PRINCIPADOS E DAS MUITAS FORMAS DE CONQUISTÁ-LO
Todos os estados que exercem algum tipo de soberania sobre os homens, sãoprincipados, classificados em novos ou hereditários. Os novos são recém conquistados, os hereditários são os governados pela linhagem genealógica do príncipe.

CAPITULO II:
DOS PRINCIPADOS HEREDITÁRIOS:
Maquiavel afirma que os principados hereditários tem mais facilidade em manter seu reinado pois é só os príncipes manterem a linhagem politica de seus antecessores. Ele terá sempre a afeição deseu povo.

CAPITULO III:
DOS PRINCIPADOS MISTOS:
Os príncipes novos ou mistos, possuem mais dificuldade em reinar, visto que os homens mudam seus regentes acreditando em mudanças positivas a seu estado, o que acaba criando expectativas que podem não se tornarem reais, criando uma arma poderosa contra o príncipe, pois insatisfação gera inimigos ao príncipe.
Então o príncipe percebe quantosinimigos criou ao conquistar tal principado,e ao mesmo tempo acaba tornando seus “aliados” em inimigos, pois nem todas as expectativas puderam ser atendidas, e usar força contra eles seria uma grande tolice.
Maquiavel coloca também que para o sucesso de um principado, é necessário que cujo resida no território desejado, em função da língua, costumes de tal povo, o que pode causar grande problema decomunicação. Outra forma eficaz de manter um estado, é criando duas ou três colônias para que o príncipe possa controlar e vigiar melhor seu estado, já que o custo de sua manutenção é mais barato do que criar grandes milícias para a mesma função.
AS colônias que serão tomadas apesar de habitadas, são uma minoria perto do restante da população, e os colonos que por esta ação serão lesados, nãofarão mal nenhum ao príncipe, pois estarão empobrecidos. “(...)os homens precisam ou ser adulados ou esmagados, pois se vingarão de pequenos erros e não dos graves”

CAPITULO IV:
POR QUE RAZÃO O REINO DE DARIO, CONQUISTADO POR ALEXANDRE, DEPOIS DE SUA MROTE, NÃO SE REBELOU CONTRA SEUS SUCESSORES

Todos os principados são governados de duas formas: por um príncipe absolutista, contando com aajuda de ministros que o ajudam a governar seu reino, ou por um príncipe e por nobres, que possuem seus propios estados e súditos.
No sistema absolutista, se tem muito mais poder, pois apenas um príncipe é venerado e respeitado, os ministros por exemplo são vistos como súditos do príncipe.
Na Turquia por exemplo, cita Maquiavel, há apenas um príncipe, com vários governadores, mas que são...
tracking img