O preconceito da idade media

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2311 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O PRECONCEITO DA IDADE MÉDIA

HISTÓRIA MEDIEVAL
Prof. André Wagner Rodrigues
Resumo do livro com questões
FRANCO JR, Hilário. Idade Média: O nascimento do Ocidente. São Paulo: brasiliense, 1986.
INTRODUÇÃO
[...] lembremos que se hoje se reconhece o direito de cidadania histórica à Idade Média, ainda não conhecemos sua certidão de nascimento e seu atestado de óbito. [...] a periodizaçãoque propomos não é a única aceitável, ainda que nos pareça mais adequada à maneira como montamos esse livro, isto é, buscando a compreensão das estruturas (e não dos eventos) medievais.
[...] De qualquer forma, e é isso que importa, tal período caracterizou-se basicamente pelo início da convivência, e da lenta interpenetração, dos três elementos históricos que comporiam todo o período medieval.Podemos, portanto, chamá-los de Fundamentos da Idade Média: Roma, Germanos, Igreja. “Completada essa síntese – cuja melhor expressão seria o Império Carolíngio – [...] Contudo, para se alcançar essa efêmera unidade, a dinastia carolíngia precisou ser legitimada pela igreja, que além de seu poder sagrado se via como única e verdadeira herdeira do Império Romano”.
Idade Média Central (séculosXI-XIII) - Foi, grosso modo, a época do feudalismo [...] o seu período clássico – sociedade fortemente estratificada, fechada, agrária, fragmentada politicamente – foi atingida.

O (pre) conceito de Idade Média
De fato, falarmos em Idade Antiga ou Média representa uma rotulação a posteriori, uma satisfação da necessidade de se dar nomes aos momentos passados.
No caso do que chamamos de Idade Média,foi o século XVI que elaborou tal conceito. Ou melhor, tal preconceito, pois o termo expressava um desprezo indisfarçado pelos séculos localizados entre a Antiguidade Clássica e o próprio século XVI.
Francesco Petrarca (1304-1374) - Já se referia ao período anterior como de tenebrae: nascia o mito historiográfico da Idade das Trevas.
Giovanni Andrea - Em 1469, esse bibliotecário papal, falava emMedia Tempestas, literalmente “tempo médio”, mas também com o sentido figurado de “flagelo”, “ruina”.
A idéia se enraizou quando em meados do século XVI Vasari, numa obra biográfica de grandes artistas do seu tempo, popularizou o termo Renascimento. [...] daí o grande pintor Rafael (1483-1520) chamá-la de “gótica”, sinônimo de “bárbara”. Na mesma linha, Rabelais (1483-1553) falava da Idade Médiacomo a “espessa noite gótica”.
Portanto, o sentido básico mantinha-se renascentista: a “idade média” teria sido uma interrupção no progresso humano, inaugurado pelos gregos e romanos e retomado pelos homens do século XVI. Ou seja, para o século XVII os séculos medievais também eram vistos como de barbárie, ignorância e superstição. As críticas eram evocadas tanto por protestantes; aos homensligados às poderosas monarquias absolutistas; dos burgueses e também dos intelectuais racionalistas.
E quanto ao Iluminismo do século XVIII?
[...] censuravam sobretudo a forte religiosidade medieval, o pouco apego da Idade Média a um estrito racionalismo e o peso político de que a Igreja então desfrutara.
Para Diderot: “sem religião, seríamos um pouco mais felizes”
Para Condorcet: “a humanidadesempre esteve numa marcha em direção ao progresso, com exceção da Idade Média”
Para Voltaire: “é uma prova da divindade de seus caracteres terem subsistido a tantos crimes” ... “a infame”.
Contudo, com o Romantismo da primeira metade do século XIX o preconceito em relação à Idade Média se inverteu...
O ponto de partida fora a questão da Identidade Nacional, que ganhara forte significado com aRevolução Francesa. As conquistas de Napoleão alimentaram o fenômeno [...] isso colocava em xeque a validade do racionalismo, tão exaltado anteriormente, e que levava a Europa àquele contexto de conturbações, revoluções e guerras.
Aí estavam as Raízes do Romantismo e sua nostalgia pela Idade Média...
Michelet em 1845 a exaltava como “aquilo que amamos, aquilo que nos amamentou quando pequenos,...
tracking img