O peregrino e o convertido

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1938 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha
Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported

HERVIEU-LÉGER, Danièle. O peregrino e o convertido:
a religião em movimento. Petrópolis: Vozes, 2008.
Rodrigo Coppe Caldeira∗

Durante anos, os sociólogos da religião buscaram entender o processo que lançava
progressivamente a religião para o ostracismo da esfera pública. Marca de um mundo,
como algunsdiriam, pré-moderno, a religião era vista como uma expressão da cultura
humana que tendia ao desaparecimento. Hoje, em vista da permanência do fato religioso
nas sociedades, os estudiosos deparam-se com novas perguntas e desafios intelectuais.
Religião e modernidade não são mais vistas pelo signo da contradição e incompatibilidade,
interpretação que situava o catolicismo como “religião porexcelência” e que,
indiscutivelmente, demonstrava esvaziamento principalmente na segunda metade do século
XX. Frente aos novos movimentos religiosos dos anos 1960 e 1970, do engajamento
político de crentes, como a teologia da libertação, a sociologia da religião passou a lançar
novas perguntas e a reconsiderar as relações entre modernidade e religião. Passou-se,
assim, a um olhar frente aos“processos de decomposição e de recomposição das crenças”,
visando à “singularidade das construções de crenças individuais, em seu caráter maleável,
fluido e disperso” (p. 22).
Danièle Hervieu-Léger pode ser considerada hoje a figura que mais se destaca entre
os sociólogos da religião que investigam as novas configurações religiosas da modernidade
tardia. Atual presidente da École de Hautes Études enSciences Sociales em Paris e
responsável pela revista Archives des Sciences Sociales des Religions, Hervieu-Léger
constrói sua reflexão em O peregrino e o convertido, publicado originalmente em 1999,
visando responder, mesmo que preliminarmente, a perguntas como esta: “como
compreender ao mesmo tempo o processo histórico da secularização das sociedades
modernas e o desdobramento de umareligiosidade individual, móvel e moldável que dá
lugar a formas inéditas de sociabilidade religiosa?” (p. 30).


Doutor em Ciências da Religião (UFJF), professor da PUC Minas. País de origem: Brasil. E-mail:
rodrigocoppe@gmail.com

Horizonte, Belo Horizonte, v. 8, n. 16, p. 177-181, jan./mar. 2010 - ISSN: 2175-5841

177

Rodrigo Coppe Caldeira

Em seu primeiro capítulo – A religiãodespedaçada –, Hervieu-Léger trata da
modernidade de forma mais ampla, visando compreender o que a caracteriza e como esse
processo impactou a esfera religiosa. Para a socióloga, pode-se falar em uma “modernidade
religiosa”: a subjetivização e individualização da crença. As sociedades modernas vivem
um verdadeiro paradoxo: ao mesmo tempo que se enfraquece o poder das instituições
religiosas deenquadrar os fiéis, esfacelando visões de mundo e levando a insubordinação a
qualquer instituição religiosa, abre-se espaço para que novas construções religiosas se
sucedam. Surge uma liberdade jamais vista: os indivíduos constroem agora a sua fé, longe
do resguardo de qualquer instituição. “A crença não desaparece, ela se desdobra, se
diversifica”, afirma a estudiosa. Os indivíduos afirmam uma“crença” ou espiritualidade a
partir de uma bricolagem feita por eles mesmos. O que existe é uma desregulação das
práticas e vivências.
No segundo capítulo – O fim das identidades religiosas herdadas –, Hervieu-Léger
aborda a questão das identidades no mundo contemporâneo marcado pela modernidade
religiosa. A partir de uma transformação das diversas dimensões das “referências
coletivas”, “rupturasde memória” e “reorganização de valores”, a identidade passa a ser
vista nas dinâmicas que levam ao processo de sua constituição. Como nos diz HervieuLéger, o indivíduo hoje experimenta o percurso de uma livre escolha no campo religioso,
sem ter, por seu lado, uma necessidade de conformar-se com verdades de determinada
instituição religiosa. O foco central do capítulo é a busca da...
tracking img