O percurso afetivo em dom casmurro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1472 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Uma análise do romance de Machado de Assis à luz dos conceitos de Espinosa sobre os afetos

Por definição, Afeto é uma idéia confusa situada no ânimo por tempo indefinido. O enredo de Dom Casmurro é o relato de uma vida perturbada pelo Ciúme, paixão que se constitui por afetos contrários, e que conduz a personagem principal a um profundo Desprezo por tudo que o cerca. O objetivo dessadissertação é analisar o percurso do afetivo de Bentinho e considerar como a imaginação pode paralisar a possibilidade de ação.

Imagem e Afeto

No sistema espinosano, a imaginação não constitui uma irrealidade. Pelo contrário, a realidade é constituída na mente por afecções do corpo, ou seja, impressões que compõem imagens que se associam e interagem.
Os afetos surgem no ânimo entrelaçados, conjuntosde maneira aparentemente aleatória. Porém, pensá-los como desordenados é um prejuízo consequente do desconhecimento de suas causas. Os afetos provêm das associações de imagens corporais adquiridas, mas nem sempre acessíveis à memória. Logo, constituem uma rede determinada, porém imprevisível; que não se forma por escolhas, nem pertence ao universo do acaso.

Conatus

Afetos são processosque se transformam a cada nova imagem vinculada. Essa relação orgânica com as impressões reflete a afirmação espinosana de que a vida afetiva é parte da natureza e, portanto, regida por leis naturais. Desse modo, todas as ações e paixões envolvem uma potência natural: o conatus, ou seja, esforço de perseverar na existência. Segundo Marilena Chauí,

“Na verdade, os humanos não possuem conatus, sãoconatus.” .

Na medida em que respondem totalmente por um efeito na natureza, agem. No entanto, se respondem apenas parcialmente, padecem.
O conatus não permanece inalterado no ânimo, sua potência pode aumentar ou diminuir, assim se dá respectivamente Alegria e Tristeza.
Amor e Ódio são definidos como Alegria ou Tristeza com causa externa. Porém, “o corpo humano é composto por muitíssimosindivíduos de natureza diversa” , logo, é afetado de diversas maneiras por corpos diferentes. A conseqüência disso é que afetos contrários podem atuar simultaneamente no mesmo indivíduo. Tal disposição chama-se flutuação do ânimo, e é o ponto de instabilidade do universo afetivo, pois gera conflito quanto à imagem dos objetos que causam alegria. Uma paixão, particularmente, se caracteriza por essaconfiguração: o ciúme.

Memória e Incerteza

Dom Casmurro é um relato do passado construído pela maneira como Bentinho vê os fatos, tendo em vista que é pautado por suas lembranças. Ocorre assim porque a memória não retém com exatidão tudo que acontece. As imagens que permanecem mais vivazes são as que maior Alegria ou Tristeza causaram. Sendo assim, as menos marcantes tendem a sercoadjuvantes das maiores impressões. Escreve Marilena:

“a imagem, por nascer das afecções corporais, é instantânea e momentânea, volátil, fugaz e dispersa, não oferecendo a duração contínua da vida do próprio corpo, mas instantes fragmentados dela”

Portanto, ainda que relembrar invoque os afetos correspondentes , seria incorreto afirmar que a imagem se transformou? Ora, se perdeu a precisão domomento e se permaneceu recebendo as impressões de afecções posteriores, a imagem se transformou. Logo, toda memória é tendenciosa por ser influenciada pelos fatos que seguiram o momento lembrado.
Assim, se Bentinho afirma que a pequena Capitu continha a Capitu adulta “como a fruta dentro da casca” é porque, em sua memória, as imagens dela no futuro associaram-se às no passado. Por crer ter havido umadultério, suas lembranças de Capitu menina ressaltam uma tendência precoce à dissimulação.

O Ciúme

A primeira vez que o Ciúme aparece na obra é quando Bentinho, recluso no seminário, ouve de José Dias a notícia de que Capitu vive alegremente apesar de sua ausência, e uma menção maliciosa sobre a possibilidade dela se relacionar com “algum peralta da vizinhança”. Bentinho reflete sobre o...
tracking img