O pensamento pós-estruturalista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (546 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O pensamento pós-estruturalista
Concordo que nopensamento pós-estruturalista a linguagem não é mais vista como algo neutro que apenas nomeia o real,aquilo que se vê ou se sente mostrou o es.No estruturalismo, a linguagem normalmente éconcebida como neutra e representa a realidade, o que leva a supor a existência de um elo natural entre a dimensão das coisas e a das palavras.A realidade é dada e objetiva, a linguagem,a expressão.Aosujeito do conhecimento, cabe desenvolver suas potencialidades e aprender a realidade.Aqui a linguagem apenas revela o interior dos sujeitos,seus pensamentos e sentimentos.
Não concordo com avirada lingüística que gerou uma crise nos metadiscursos modernos que pretendiam interpretar toda a realidade mediante sua linguagem, o que legitimaram um único jogo de linguagem e o tornaria universal,tal como se deu com a linguagem científica. A virada lingüística inviabilizou a existência de palavras certas e erradas entre si, pois, com base nelas emergem a pluralidade de métodos e regras queconstituem os discursos. Entende-se que a palavra correta é aquela que é aceita na comunidade lingüística que a emprega, pois é isso que torna a comunicação possível.
Concordo com a viradalingüística, pois nela cada comunidade produz e torna disponível sua própria gestualidade, seja na forma de brincadeira,dança luta etc. Cada comunidade cria seus jogos de linguagem corporal com suas regrase métodos. Concordo com o saber-poder, pois está em uma série de dispositivos presentes nos discursos, nas leis, estrutura arquitetônica, instituição e como escola, família, direito, igreja,enunciados científicos entre outros que determinam o modo como são definidos os significados.
Concordo que o poder está além das relações de classe,está nas relações entre todas as identidades –...
tracking img