O papel do professor e as relações pedagógicas na

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 47 (11690 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O PAPEL DO PROFESSOR E AS RELAÇÕES PEDAGÓGICAS NA NOVA ORDEM ECONÔMICA1
A reformulação do papel do professor no ensino superior, a prática pedagógica e a revolução tecnológica que passa a sociedade e a influência das redes sociais e outras ferramentas tecnológicas na construção do conhecimento

Vera Lucia Molledo de Sousa Fortes Resumo
O artigo estabelece uma analogia entre o papel do docentena sociedade tecnológica, as mudanças ocorridas na prática pedagógica presencial e virtual e as diversas fontes de informação e ferramentas tecnológicas disponibilizadas a todos os indivíduos, docente ou discente, e a transcendência do conceito de tempo estabelecido pela tecnologia, pelo mercado de trabalho e pela globalização. As palavras do momento são empreendedorismo e sustentabilidade. Serempreendedor é a chave para o sucesso. O docente na sociedade tecnológica e o cenógrafo constroem cenários, envolvem os atores, situam-se na ambientação criada, estabelecem links entre o espaço real e o fictício. Propõem possibilidades várias na compreensão e assimilação espaço/tempo/ação do mundo concreto e do abstrato, cruzando elementos visuais, sonoros e textuais. Palavras-chave: o papel doprofessor, tecnologia da informação, biblioteca virtual, design instrucional.

1. Introdução Parece que hoje as palavras formação, qualificação e requalificação assumiram uma posição de grande destaque na sociedade. Não se pensa mais em formação ou aquisição de conhecimento que não esteja imbricado em gerar produto e contribuir para o avanço da sociedade. Com a revolução industrial a sociedadeficou ávida por lucros, baixos custos e produção acelerada. A sociedade tecnológica deu seu primeiro input no século XVIII, direcionada aos transportes e máquinas de teares; e houve, também, um desenfreado movimento estimulando o consumo. E nos soa tão familiar tudo isso atualmente. Hoje temos os mesmos problemas gerados em decorrência dessa revolução: o desemprego, investimentos no aprimoramento deprofissionais e uma grande exigência quanto ao perfil de profissionais que ingressam no mercado de trabalho, as qualidades mais

1

Artigo apresentado à Universidade Cidade de São Paulo. Lato Sensu em Docência em Ensino Superior, sob a orientação da Profa Dra Maria Heloisa Aguiar da Silva, como exigência parcial para obtenção do título de Especialista em Educação. Março de 2010.

2requisitadas são criatividade, múltiplas capacidades, empreendedorismo, competitividade, percepção das tendências e demandas emergentes, inovador e visão estratégica. A moeda na era da informação é o conhecimento, e a capacidade de gestão do conhecimento representa o capital intelectual mais importante numa sociedade tecnológica, porque pressupõe a capacidade de agregar valor, porque esse capital nãodeprecia mas aumenta com o uso, idéias geram novas idéias e o conhecimento compartilhado se estabelece. No decorrer do texto vemos como os grandes profissionais compartilharam seus conhecimentos e geraram produtos, mais conhecimentos e lucros e transformaram a essência da Educação, a prática pedagógica, a didática e o papel do professor; tudo foi inserido nessa revolução imposta pela nova ordemeconômica. As novas tecnologias da informação impactou várias áreas do conhecimento, e especialmente a educação e as organizações do trabalho – neste por meio da automação de tarefas repetitivas e isso possibilitou colocar o indivíduo no papel fundamental: fluir na sociedade através da sua capacidade cognitiva. E na Educação, está reformulando o papel do docente e requerendo da Universidade umreconhecimento de que ela não é mais a única fonte de conhecimento, e, ainda, impondo uma responsabilidade ao discente no que se refere a sua formação, ser mais autônomo. O professor Nóvoa2 comenta que o equilíbrio entre inovação e tradição é difícil, que recriar parece mais real do que inovar. E na busca pela formação contínua reitera que o professor é o agente e a escola a organização que precisa...
tracking img