O papel do farmaceutico clínico na equipe de cuidados paliativos

[pic]



UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA



FACULDADE DE FARMÁCIA



CURSO: FARMÁCIA



TALINE QUEILA QUEIROZ BATISTA





O PAPEL DO FARMACEUTICO CLÍNICO NA EQUIPE DE CUIDADOSPALIATIVOS











Salvador-BA, 2012.



TALINE QUEILA QUEIROZ BATISTA





O PAPEL DO FARMACEUTICO CLÍNICO NA EQUIPE DE CUIDADOS PALIATIVOSResenha apresentada à Universidade Federal da Bahia como critério de avaliação da disciplina Introdução aoestudo das ciências farmacêuticas sob orientação do professor Msc. Edimar Caetité J.R.














Salvador-BA, 2012.



Referências: Manual de cuidadospaliativos / Academia Nacional de Cuidados Paliativos. - Rio de Janeiro : Diagraphic, 2009. 1º edição, p. 224 -225.



Credenciais do autor: Solange A. Petilo de Carvalho Bricola - Farmacêuticaclínica do Serviço de Clínica Geral do NADI e do Ambulatório de Cuidados Paliativos do HCFMUSP.



Resumo:

Os cuidados paliativos foram definidos pela organização de saúde em 2012 como umaabordagem ou tratamento que melhora a qualidade de vida de pacientes e familiares diante de doenças que ameacem a continuidade da vida. O farmacêutico clínico, nesse âmbito, se apresenta como ferramentaessencial para o tratamento farmacoterapêutico dos pacientes, sua função remete desde a aquisição do fármaco até o destino dos resíduos, devendo zelar pela segurança do paciente e da equipeinterdisciplinar. O tratamento farmacológico do paciente em cuidados paliativos deve reunir um conjunto de habilidades de profissionais que busque promovera a reflexão necessária para o entendimento eenfrentamento desta nova condição.

A administração de medicamentos, apesar de ser uma ferramenta envolvida na atenuação do sofrimento físico, por vezes encontra barreiras relacionadas aos mitos que...
tracking img