O papel ativo da geografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2386 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Manifesto

o PAPEL

ATIVO DA GEOGRAFIA UM MANIFESTO
Milton Santos=

The active role of Geography: The active role of Geography in Academia, in Planning and as a tool for building up citizenship are discussed in this Manifesto. Considering space as the central scientific category of the discipline, the author proposes that one should view it as 'used territory ', a

A Manifestoconccption which encompasses both the aclive role of space as actor and its role as lhe object of action. It is only through the adoption 01' such a perspective that geographers will effectively address the significam questions which face society today.

1 atribuído à geografia e a possibilidade de uma intervenção válida dos geógrafos no processo de transformação da sociedade são interdependentes edecorrem da maneira como conceituarmos a disciplina e seu objeto .

o papel

Se tal conceituação não é abrangente de todas as formas de relação da sociedade com seu meio, as intervenções serão apenas parciais ou funcionais, e sua eficácia será Iimitada no tempo. É verdade que, na linguagem comum e no entendimento de outros especialistas, assim como de políticos

. Colaboradores: AdrianaBernardes, Adriano Zerbini, Cilene Gomes, Edison Bicudo, Eliza Almeida, Fabio Betioli Contei, Flávia Grimm, Gustavo Nobre, Lídia Antongiovanni, Maíra Bueno Pinheiro, Marcos Xavier, María Laura Silveira, Marina Montenegro, Marisa Ferreira da Rocha, Mónica Arroyo, Paula Borin, Soraia Ramos, Vanir de Lima Belo Estudos Territoriais Brasileiros - Laboplan Departamento de Geografia Faculdade de Filosofia,Letras e Ciências Humanas Uni versidade de São Paulo XII Encontro Nacional de Geógrafos - Florianópolis - Julho de 2000

104

Revista Território,

Rio de Janeiro, ano V, n" 9, pp. 103-109,jul./dcz.,

2000

e administradores, a geografia é freqüentemente considerada como a disciplina que se preocupa com localizações. Aliás, um bom número de geógrafos trabalha com essa visão. A geografiaconsiderada como disciplina das localizações, posição aceita durante largo tempo, mostra-se todavia limitante do rol de relações que se dão entre o homem e o meio e, por essa razão, revela-se insuficiente. Mas esse não é o único enfoque simplificador e deformador.
2

Foi por isso que propusemos considerar o espaço geográfico não como sinônimo de território, mas como território usado; e este é tantoo resultado do processo histórico quanto a base material e social das novas ações humanas. Tal ponto de vista permite uma consideração abrangente da totalidade das causas e dos efeitos do processo socioterritorial. Essa discussão deve estar centrada sobre o objeto da disciplina - o espaço geográfico, o território usado - se nosso intuito for construir, a um só tempo, uma teoria social e propostasde intervenção que sejam totalizadoras. Entre os geógrafos, incluindo aqueles convidados para trabalhar com toda sorte de questões voltadas ao planejamento, o problema do espaço geográfico como ente dinamizador da sociedade é raramente levado em consideração. Ora, se as bases do edifício epistemológico são

frouxas, as práticas políticas aImejadas serão, no mínimo, enviesadas. A compreensão doespaço geográfico como sinônimo de espaço banal obriga-nos a levar em conta todos os elementos e a perceber a inter-relação entre os fenômenos. Uma perspectiva do território usado conduz à idéia de espaço banal, O espaço de todos, todo o espaço. Trata-se do espaço de todos os homens, não importa suas diferenças; o espaço de todas as instituições, não importa a sua força; o espaço de todas asempresas, não importa o seu poder. Esse é o espaço de todas as dimensões do acontecer, de todas as determinações da totalidade social. É uma visão que incorpora o movimento do todo, permitindo enfrentar corretamente a tarefa de análise. Com as noções de território usado e de espaço banal, saltam aos olhos os temas que o real nos impõe como objeto de pesquisa e de intervenção. Mas tal constatação não...
tracking img