O pós-estruturalismo

Páginas: 6 (1260 palavras) Publicado: 31 de março de 2011
AURORES: Sabrina e William Alves
O Pós-Estruturalismo
Signo: Significante e Significado
Quando ouvimos uma determinada palavra, imediatamente a relacionamos com uma ideia. Então, como toda moeda tem duas faces, o signo possui duplo aspecto: O significante e o significado.
SIGNIFICANTE SIGNIFICADO

No caso da linguagem falada é o SOM, e nós Constitui a relação ( socialmente aprendida) deO captamos, evidentemente, pelos ouvidos um significante com uma ideia ou um conceito
SAUSSURE : O significado na linguagem é apenas uma questão de diferenciação Gato, Pato , Mato (Mas até que ponto podemos levar esse processo de diferenciação?)
Gato, Pato, Mato, Fato, Rato, galo, calo... (E onde vamos parar?)
Ao que parece tal processo de diferenciação da linguagem pode serdesenvolvido INTERMINAVELMENTE.
Então o que faremos com a noção de Saussure, segundo a qual A LÍNGUA É UM SISTEMO FECHADO, ESTÁVEL E SUA ESTRUTURA É DELIMITADA DE SIGNIFICAÇÃO?
SISTEMA FECHADO X EMARANHADO POTENCIALMENTE INFINITO DE DIFERENÇAS
Saussure, ainda sobre a natureza da diferenciação da significação diz que esta é sempre resultado de uma divisão ou articulação de signos.
O SIGNIFICADO ÉPRODUTO DA DIFERENÇA ENTRE DOIS SIGNIFICANTES
EX.: O significante “bote” nos dá o conceito ou significado bote porque se distingue do significante “mote”
Mas o que observamos é que, na verdade, o significado “bote” também é produto de vários outros significantes: “pote”, “lote”, “bota”, e assim por diante. Isso põe em questão a interpretação que Saussure faz do signo como UMA UNIDADE SIMÉTRICAPRECISA ENTRE UM SIGNIFICANTE E UM SIGNIFICADO.
Então o que é SIGNIFICAÇÃO? É o subproduto de um jogo POTENCIALMENTE INTERMINÁVEL SIGNIFICANTES, e não um conceito firmemente ligado a UM SIGNIFICANTE. A significação NUNCA está totalmente presente apenas em um signo, mas é antes uma espécie de constante oscilação de PRESENÇA E AUSÊNCIA .
Os Signos devem sempre ser REITERÁVEIS ou REPRODUZÍVEIS.Não chamaríamos de “signo” uma marca que apenas ocorreu uma vez. A possibilidade de reprodução é, portanto, parte da identidade do signo. ( Ler texto pág. 178)
A implicação de tudo isso é que a linguagem é muito menos estável dos que os estruturalistas clássicos achavam. Em lugar de ser uma estrutura bem definida, claramente demarcada, ela passa a assemelhar-se muito mais a uma TEIA que se estendeSEM LIMITES.
O que é o TEXTO?
Para compreender esta definição devemos primeiramente entender que um significado só existe porque antes dele houve outros significados, assim, não há como precisar a origem das significações, o que há ,na verdade, são metas que marcham em direções a novas significações.( Texto pág. 181)
Qualquer teoria histórica ou linguagem concebida como simples evoluçãolinear, não leva em devida conta a EMARANHADA COMPLEXIDADE DOS SIGNOS, O MOVIMENTO DE PRESENÇA E AUSÊNCIA... A este EMARANHADO COMPLEXO, o pós-estruturalismo chama de “TEXTO”
Jacques Derrida, o filósofo francês, classifica de “METAFÍSICO” qualquer sistema de pensamento que dependa de uma base inatacável, de um princípio primeiro de fundamentos inquestionáveis, sobre o qual se pode construir umahierarquia de significações. Derrida considera sua obra como inevitavelmente “contaminada por esse pensamento metafísico, por mais que dele se procure livrar., mas se observarmos de perto esses princípios, veremos que eles sempre podem ser DESCONSTRUÍDOS: pode-se mostrar que são antes produto de um determinado sistema de significações, do que algo que os sustenta de fora para dentro. Tais princípiosprimeiros são comumente definidos pelo que excluem: São parte das “OPOSIÇÕES BINÁRIAS” de que tanto gosta o estruturalismo.
Mas o que é DESCONTRUÇÃO? É o nome dado à operação crítica através da qual tais oposições podem ser parcialmente enfraquecidas, ou através da qual se pode mostrar que se enfraquecem parcialmente e mutuamente no processo de significação textual.
A desconstrução, portanto,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O homem e pos estruturalismo
  • Teoria Crítica Pós Estruturalismo
  • Pós-estruturalismo-jean françois e jacques lacan
  • estruturalismo
  • estruturalismo
  • estruturalismo
  • Estruturalismo
  • Estruturalismo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!