O negro na publicidade de tv

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4033 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Negro na Publicidade de TV



1.0 A situação dos afro- brasileiros

A população afro-brasileira historicamente sempre foi considerada marginal e inferior intelectualmente, considerada fora dos padrões estéticos de beleza masculina , feminina além de ser vista como economicamente pobre e não consumidora.Para Muniz Sodré ‘’na condição de sujeitos de um patrimônio civilizatóriocolonial, as elites brasileiras sempre tentaram pautar-se por padrões de identificação coletiva afinados com a Europa, o continente da civilização branca.’’ Assim , ‘’ é possível vencer a segregação racial (tal como se deu nos Estados Unidos e na África do Sul, por exemplo), mas, dificilmente, o preconceito (1999,p 01). Por que este persiste sob a plena vigência de uma modernidade liberal domercado e da mídia,’’ . Para Stuart Hall,as identidades nacionais não são coisas com as quais nascemos, mas são formadas e transformadas no interior da representação

Para Araujo toda sociedade tem os seus mitos e tabus .No Brasil a ideologia do branqueamento e o mito da democracia racial foram desejos e metas sóciais construídos historicamente para apagar a herança africana , a ‘’mancha negra da escravidão ‘’, sendo responsáveis pela dificuldade de grande parcela dos afro-brasileiros em cultivar a sua auto-estima.No Brasil , assim , como na America latina a formação de uma identidade nacional e de uma cultura nacional se opuseram às identidades e culturas dos grupos não-hegemônicos .O Estado nação no Brasil estabeleceu como referencia para a cultura massiva os atributos dacultura branca européia , desestruturando e ao mesmo tempo absorvendo das culturas negras e indígenas o tempero para a aclimatização e melhor aceitação da cultura hegemônica ,

Historicamente o Brasil sempre resistiu a ser
um país multirracial e multiculturalista.De forma
semelhante ao que ocorreu em outros países , oprocesso de constituição do Brasil
como nação foi resultado de uma

luta política por unidade nacional e

uniformização

cultural , em que as etnias e grupos

raciais não-hegemônicos (negros e índios)sempre
tiveram o seu processo de identidade negadopor não estar no padrão de uniformização
proposto.(ARAUJO,2000 p,34)


O governo brasileiro incentivou e até mesmo financiou campanhas na Europa pela vinda maciça de trabalhadores do campo e da cidade das regiões ibéricas e anglo-saxônicas , criando mecanismos de bloqueio para evitar a expansão da miscigenação dos negros e índios brasileiros com migrantes oriundos depaíses não brancos .Apesar das diferenças de pontos de vista ,a busca de uma identidade étnica para todo o país tornou-se preocupante para vários intelectuais desde a primeira República ,entre eles estavam Silvio Romero, Euclides da Cunha , Oliveira Viana Gilberto Freyre etc.Todos estavam interessados na formulação de uma teoria do tipo étnico brasileiro , ou seja na questão da definição dobrasileiro enquanto povo e do Brasil como nação,sendo que o que estava em jogo nesse debate intelectual nacional ,era profundamente a questão de saber como transformar essa pluralidade de raças e mesclas de culturas e valores civilizatórios tão diferente , de indenidades tão diversas ,numa única coleção de cidadãos , numa só nação e num só povo , a política e a ideologia de branqueamento exerceram umapressão psicológica muito forte sobre os africanos e seus descendentes , foram pela coação forçados a alienar sua identidade ,transformando cultural e fisicamente em brancos(Munanga,2008 p.48-89)

2.0 A televisão no Brasil

Os meios de massa audiovisuais são uma gigantesca industria de sonhos e mitos, uma poderosa industria de criação de associações emotivas , que com seu...
tracking img