O monge e o executivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1506 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Este trabalho tem por objetivo uma leitura complementar para minha formação profissional e acadêmica. O livro “O Monge e o Executivo” me ajudará a compreender a influência que as relações interpessoais tem no ambiente de trabalho e também na minha vida pessoal.

Para realizar esta atividade será transcorrido da seguinte forma: ao ler cada capítulo escolherei uma frase que me causeum sentimento diferente.

Por fim, haverá considerações finais com relatos pessoais sobre a execução deste exercício, um paralelo entre o que eu penso e o que James fala, sintetizando as informações.

Neste trabalho pretendo mostrar o que é importante pra mim e conseqüentemente o que afeta o meu ambiente de trabalho, refletindo no meu desempenho e vida pessoal.

Livro trabalhado:
HUNTER,James C. O Monge e o Executivo. Rio de Janeiro: Sextante, 2004.

Capítulo 1 – As definições

1- “O que pensa James...” (página 18)

“... É importante tratar outros seres humanos exatamente como você gostaria que eles o tratassem”.

O que penso eu...
A reciprocidade deveria ser praticada todos os dias de nossas vidas a fim de melhorarmos as relações humanas.

Síntese – Eu e James.
Aevidência da reciprocidade.

1.2- “O que pensa James...” (página 25)

“... Liderança: É a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir aos objetivos identificados como sendo para o bem comum”.

O que penso eu...
Para que as pessoas trabalhem de forma conjunta as mesmas precisam visualizar que o objetivo final é o bem comum.

Síntese – Eu e James.
Aevidência da percepção.

1.3- “O que pensa James...” (página 31)

“... Pensem em alguém que teve ou tem autoridade sobre suas vidas, alguém por quem vocês atravessariam paredes”.

O que penso eu...
Fazemos qualquer coisa por alguém que nos impõe limites, está implícito em nosso subconsciente.

Síntese – Eu e James.
A importância da autoridade.

Capítulo 2 – O velho paradigma

2.1- “Oque pensa James...” (página 40 )

“... Finalmente, você deve acreditar que o que tem a dizer é muito mais importante do que eu tenho a dizer”.

O que penso eu...
Quando estamos apenas ouvindo o que a outra pessoa está falando não sabemos o que de fato é importante, pois ouvir não é escutar.

Síntese – Eu e James.
A importância do escutar.

2.2- “O que pensa James...” (página 45)

“...Simeão acrescentou: - Quase todos compram a idéia do progresso contínuo, mas por definição é impossível melhorar, a não ser que mudemos.”

O que penso eu...
Não há progresso se não decidirmos primeiro mudar a nós mesmos.

Síntese – Eu e James.
A ênfase da mudança para o progresso.

2.3- “O que pensa James...” (página 50)

“... Isso iria requerer que cada gerente adotasse uma novaatitude, um novo paradigma, reconhecendo que o papel de líder não é impor regras e dar ordens à camada seguinte. Em vez disso, o papel do líder é servir”.

O que penso eu...
O papel do líder é entender o conceito de sociedade, onde cada indivíduo coopera para um bem maior.

Síntese – Eu e James.
A importância de servir para ser servido.

Capítulo 3 – O modelo

3.1- “O que pensa James...”(página 61)

“... Se bem me lembro, Jesus simplesmente disse que para liderar você deve servir. Acho que você poderia chamar isso de liderança a serviço. Lembre-se, Jesus não usava o estilo de poder simplesmente porque não tinha poder. O rei Herodes, Pôncio Pilatos, os romanos, toda aquela gente tinha poder.”

O que penso eu...
Não é necessário ter poder para influenciar alguém, afinal, overdadeiro poder é influenciar com autoridade.

Síntese – Eu e James.
É importante reconhecer o poder.

3.2- “O que pensa James...” (página 70)

“... Simeão continuou: - Intenções mais ações é igual a vontade. Só quando nossas ações estiverem de acordo com nossas intenções é que nos tornaremos pessoas harmoniosas e líderes coerentes. Eis portanto, o modelo para liderar com autoridade.

O que...
tracking img