O mito da caverna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (287 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Mito da Caverna – Platão
O filosofo Platão relata em sua obra O Mito da Caverna, a imagem de prisioneiros que desde o nascimento são acorrentados no interior de uma cavernade modo que olhem somente para uma parede iluminada por uma fogueira. Essa ilumina um palco onde estátuas dos seres como homem, planta, animais etc. são manipuladas, como querepresentando o cotidiano desses seres. No entanto, as sombras das estátuas são projetadas na parede, sendo a única imagem que aqueles prisioneiros conseguem enxergar. Supondo que umdesses prisioneiros é forçado a sair das amarras e vasculhar o interior da caverna. Ele veria que o que permitia a visão era a fogueira e que na verdade, os seres reais eram asestátuas e não as sombras. Perceberia que passou a vida inteira julgando apenas sombras e ilusões, desconhecendo a verdade, isto é, estando afastado da verdadeira realidade. Essaera a realidade que presenciavam. Comparando com as idéias dos dias atuais; este modo de contar as coisas tem o seu significado: os prisioneiros somos nós que, segundo nossastradições diferentes, hábitos diferentes, culturas diferentes, estamos acostumados com as noções sem que delas reflitamos para fazer juízos corretos, mas apenas acreditamos e usamoscomo nos foi transmitido. A caverna é o mundo ao nosso redor, físico, sensível em que as imagens prevalecem sobre os conceitos, formando em nós opiniões por vezes errôneas eequivocadas, (pré-conceitos, pré-juízos). Quando começamos a descobrir a verdade, temos dificuldade para entender e apanhar o real (ofuscamento da visão ao sair da caverna) e para isso,precisamos nos esforçar, estudar, aprender, querer saber. Conclui-se dessa interpretação conforme a teoria do conhecimento, que as ideais são mais reais que as próprias coisas.
tracking img