O MITO DA CARVENA

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1146 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHAMENTO



KARL MARX

QUINTANEIRO, T.; BARBOSA, M. L. de O.; OLIVEIRA, M. G. M. de. Um Toque de Clássicos. 2. ed. rev. e amp. Belo Horizonte: UFMG, 2002.

28-32 A dialética marxista prega - ao contrário da hegeliano - que o elo iniciador da cadeia e a ação concreta. Essa ação cria as idéias e gera reflexão, causando a destruição do modo real até então vigente e criando uma nova formade realidade concreta. Juntamente com a análise histórica dos fatos, a dialética constitui a metodologia de Marx.
32-3 Segundo Marx, ao produzir os produtos necessários à satisfação das suas necessidades o homem reproduz: cria outras necessidades e modifica a forma como vive. Ás necessidades naturais dos homens se juntam as necessidades artificiais criadas pela produção social. “O trabalho comoprodutor e reprodutor e, portanto, a história dos homens”, sendo o substrato principal do materialismo histórico.
34-6 Portanto, a estrutura de uma sociedade depende do desenvolvimento das forças produtivas e das relações sociais de produção. As forças produtivas são a força do trabalho humano somada aos objetos e meios de produção. As relações sociais de produção são as relações adquiridasdurante a produção social e de nem com quem cada o produto, quem e o dono dos meios de produção e a divisão social do trabalho.
36-40 São esses dois conceitos (forcas produtivas e relações sociais de produção) os mais importantes na analise de uma sociedade, já que formam a estrutura geradora da super-estrutura. A super-estrutura contem todas as ideologias, idéias,formas jurídicas, abstrações,conceitos e formas de dominação e alienação. De acordo com a dialética marxista, a super-estrutura e formada depois, já que a estrutura (a pratica real) e o ponto de partida.
40-2 O que possibilita a exploração e a divisão social do trabalho e o surgimento de um excedente da produção. O excedente também e responsável pela apropriação privada dos meios de produção, que também estão relacionados aexistência de classes sociais. Surgem novas classes sociais alem das permanentes em função do desenvolvimento do modo de produção que se remete também na organização econômica e política.
43 A historia das sociedades, de estrutura produtiva baseadas na apropriação privada, das condições de produção e a historia das lutas de classes, caracterizada pelo antagonismo entre elas, pois a classe dominante sesustenta na exploração daquele que não possui meios de produção. Origina-se da um conflito entre elas, esse conflito proporciona, segundo o materialismo histórico, mudança social, constituindo assim a classe explorada um agente da mudança. Karl Marx.
45 " A mercadoria e a unidade analítica mais simples da sociedade capitalista: possui um valor de uso e um valor de troca, que e calculado segundo otempo de trabalho gasto em sua produção, a sua própria\substância". Ha, devido as relações de produção capitalistas, a necessidade de um mercado negociável entre o trabalhador livre e o capital.
47 A sociedade capitalista tem como base a ideologia de igualdade no mercado, onde o trabalhador livre oferece sua forca de trabalho para o empregador que a adquire por um salário. Esta troca pode parecerequivalente, porem, o valor produzido pelo trabalhador em sua jornada de trabalho e superior ao seu salário, que e ganho no tempo denominado de trabalho necessário, o tempo de trabalho excedente gera ganhos ao proprietário do capital. Esse trabalho excedente constitui a mais-valia.
48-9 Devido aos rigorosos regulamentos das corporações medievais, a produção encontrava grande resistência, serianecessário mudanças tanto nos moldes de produção quanto na organização política, social e religiosa. Esse foi o papel que coube a burguesia, que destruiu e transformaram os modos de organização do trabalho, formas de propriedade (no campo e na cidade), enfraqueceu as antigas classes dominantes, substituiu a legislação feudal, entre outras coisas, criando um mundo semelhante a si.
50-1 O modo de...
tracking img