O mercado de trabalho para os jovens no brasil

O Mercado de Trabalho para os jovens no Brasil

Qual é o Sonho do Jovem Brasileiro? Foi esse o questionamento feito por um estudo da empresa Box1824, que buscou, com apoio e patrocínio de iniciativas privadas, "Promover um estudo aberto, sem viés de consumo, sem fins lucrativos, que visa ouvir a primeira geração global de brasileiros para entender seus valores, a forma como enxerga o país, ospapéis que se propõe a desempenhar e os cenários futuros em que se vê atuando."
A pesquisa realizada ouvindo jovens de 18 a 24 anos das classes A, B e C, D e E sobre seus sonhos individuais e para o país, mostra um panorama muito positivo na maneira em que o jovem vê o Brasil de hoje - dos cerca de 3000 jovens entrevistados, entre pesquisas qualitativas e quantitativas, 89% tem orgulho de serbrasileiro e 76% acredita que o Brasil está mudando para melhor. Quanto aos sonhos individuais, 55% dos jovens sonham com formação professional e emprego, seguido por 15% que sonha com a casa própria e 9% que sonha com dinheiro. Esses 79% dos jovens dependem do ingresso no mercado de trabalho para realizar seus sonhos.
A pesquisa se aprofunda no tema, e mostra que esse sonho está ligado a profissãodos sonhos, a estabilidade de emprego e a educação, sendo que mais de 70% dos jovens que não chegaram ao ensino superior, de todas as classes, pretendem estender seus estudos. Outra curiosidade é que essa geração não vê o trabalho como a geração dos seus pais via – não buscam acumulo de dinheiro ou de status social como fim do trabalho. Ele tem novos significados, deve trazer, além de dinheiro eestabilidade, realização pessoal. Não há a dissociação de trabalho e felicidade, o trabalho não deve mais ser visto apenas como necessidade, mas sim como elemento de realização e expressão.
Infelizmente, de acordo com dados e com a atual situação de desigualdades no Brasil é uma pequena minoria de jovens que tem a possibilidade de realizar seu sonho. O desemprego de jovens é um problemageneralizado, um acontecimento histórico, não apenas no Brasil. Ele é constituído por uma combinação de muitos fatores, como a Revolução Industrial, as crises econômicas, etc. No Brasil o desemprego dos jovens é agravado graças à má qualidade da educação, da informalidade e das desigualdades econômicas do país.

Características gerais do papel do jovem no mercado de trabalho no Brasil
Uma grande parte dajuventude brasileira tem muita dificuldade de conseguir uma inserção no mercado de trabalho considerada decente. Muitas vezes essa inserção é marcada pela precariedade, com baixos níveis de rendimento e baixa proteção social. Os jovens, de maneira geral, apresentam taxas de informalidade e de desemprego maiores do que a media geral da população de trabalhadores.  Para piorar a situação do mercadode trabalho jovem, historicamente ele tende a ser o primeiro a ser afetado por crises econômicas e sempre o último a se estabilizar.
Para começarmos a falar sobre a inserção do jovem brasileiro no mercado de trabalho precisamos ter em conta um ponto de suma importância – não existe uma juventude unificada no Brasil. A sociedade brasileira é marcada por heterogeneidades e desigualdades querefletem na juventude. Nem todos os jovens têm o mesmo acesso a direitos, bens e serviços, a possibilidades de conseguirem um trabalho decente.
Em 2006 no Brasil havia cerca de 34,7 milhões de jovens de 15 a 24 anos, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE. Destes, 17,3 milhões são mulheres, 17.4 milhões são homens, 18,2 milhões são negros e 16.3 milhões são brancos. Outrodado importante é  que a grande maioria dos jovens (28.9 milhões, ou seja, 83,3% do total) estão em áreas urbanas. Esses dados são importantes para analisarmos o perfil da juventude brasileira na inserção do mercado de trabalho levando em conta diferentes características relevantes para essa analise. São elas - o perfil educacional da juventude brasileira, a situação da juventude por posição no...
tracking img