O meio ambiente e o crescimento urbano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1927 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO


O crescimento urbano desordenado traz diversos prejuízos ao meio ambiente, pois ocorre uma substituição das áreas naturais por espaços construídos sem qualquer planejamento. Para que os impactos gerados não sejam negativos as intervenções ao meio ambiente devem ter seus resultados analisados direta e indiretamente quanto aos reflexos ambientais gerando atitudes que vislumbrem odireito a uma qualidade de vida saudável e o acesso eqüitativo aos recursos naturais.
Baseado nisto, este trabalho tem por objetivo mostrar os riscos e prejuízos que uma expansão urbana desordenada pode causar ao meio ambiente, além de mostrar a legislação para aqueles que cometem crimes ambientais. Também formas de expansão urbana sustentáveis muito em voga em países desenvolvidos serão citadasbuscando-as como exemplos possíveis de serem seguidos tanto no Brasil como em outras nações em pleno desenvolvimento.
A questão maior a ser discutida não é a limitação das áreas de expansão urbana devido os grandes problemas causados, mas sim a possibilidade de expansão com preservação ambiental. Sabe-se que isso é possível como será demonstrado no decorrer do trabalho.DEGRADAÇÃO AMBIENTAL EM ÁREAS DE EXPANSÃO URBANA


1. A EXPANSÃO URBANA E A DEGRADAÇÃO AMBIENTAL


Grande parte da população vive hoje nas cidades e também são nelas que se concentram a maior parte das atividades de produção. O crescimento populacional associado à dinamização das atividades gera um grave problema vivenciado pela grande parte das metrópoles brasileiras que é uma expansãourbana desordenada.
Esta expansão assumiu características semelhantes, isto é, não resultou de determinações ou projetos articulados visando à extensão da cidade, mas, ao contrário, prevaleceu a difusão do padrão periférico, condutor da urbanização do território metropolitano, perpetuando, assim, o loteamento ilegal, a casa auto-construída e os distantes conjuntos habitacionais populares deprodução pública, como seus principais propulsores.
Além destas características a falta de um planejamento adequado levou a:
 Formação e aceleração de processos erosivos;
 Degradação de mananciais de água;
 Contaminação de cursos d’água por efluentes sanitários sem tratamento e por resíduos sólidos;
 Áreas periféricas sofrendo com deslizamentos, enchentes, assoreamentos, doenças, poluiçãoatmosférica, poluição das águas, poluição do ar;
 Ameaça ao patrimônio paisagístico e cultural;
 Ocupação ilegal das periferias;
 Manutenção e agravamento do processo de exclusão social / violência urbana.
Além destes danos diretos, não se pode deixar de falar dos prejuízos indiretos intimamente ligados a saúde da população, condições de moradia e custo elevado dos serviços básicos deassistência.
O padrão de urbanização imprimiu às metrópoles duas fortes características: apresentam componentes de “insustentabilidade” associados aos processos de expansão da área urbana e de transformação e modernização dos espaços intra-urbanos; e proporcionam baixa qualidade de vida urbana a parcelas significativas da população.

2. A ENGENHARIA NAS ÁREAS DE EXPANSÃO URBANA

A grande demandapopulacional que incha as cidades traz a necessidade de adequação do meio ambiente, com a construção de moradias verticais, espaços cada vez mais amplos para estacionamento de veículos, impermeabilização do solo além da utilização do subsolo, cada vez mais freqüente.
Nesse contexto a engenharia tem ampla participação no ordenamento desses espaços urbanos e por isso a adequação aos princípios daprecaução e da preservação, importantes para a preservação e sustentabilidade do meio ambiente, devem estar presentes.
O princípio da prevenção talvez seja o mais utilizável, pois ele se aplica quando o dano é conhecido e providências são tomadas de modo a evitá-lo. Um exemplo, é o aumento da taxa de impermeabilização do solo, contrariando os coeficientes de ocupação estabelecidos nos planos...
tracking img