O medo como instrumento de gestão

Páginas: 35 (8627 palavras) Publicado: 25 de fevereiro de 2011
O Medo como Ferramenta de Gestão: o Caso de uma Empresa Mineradora de Carvão no Estado do Rio Grande do Sul
Resumo

1 O estudo investiga a gestão do medo como instrumento de coerção nas organizações públicas, a partir da abordagem dejouriana. Parte-se do pressuposto de que, a partir da Reforma do Estado empreendida no Brasil em 1995, cujo modelo apóia-se na adoção do Contrato de Gestão,Política de Demissão Voluntária e privatização de empresas estatais, o medo institui-se como ferramenta de gestão utilizada pela administração como forma de obter-se maior produtividade no trabalho. Entende-se, que a partir da Reforma do Estado, a possibilidade de precarização e perda dos empregos tornam-se uma realidade para o funcionário público, trazendo para o seu cotidiano de trabalho osentimento de medo, o que determina como objetivo central identificar os efeitos da gestão do trabalho por meio do medo em suas dimensões institucional; ambiental e comportamental, na psicodinâmica dos indivíduos a ela submetidos. Metodologicamente adotou-se uma abordagem qualitativa. O levantamento de dados deu-se por meio de entrevistas semi-estruturadas e os dados foram analisados através datécnica de análise de conteúdo. Foram entrevistados doze funcionários da Companhia Rio-grandense de Mineração. O estudo de caso único permitiu explorar em profundidade o fenômeno observado. Da análise dos dados resultaram as seguintes categorias de análise: O medo institucional: a dimensão organizacional; O medo do mercado: a dimensão ambiental; O medo da demissão: a dimensão comportamental.Introdução

No Brasil, a partir de 1995, torna-se consensual a constatação de que é fundamental repensar a direção e a intensidade da ação do Estado e o seu papel como instrumento do processo de modernização e desenvolvimento da sociedade brasileira. Na busca do aumento da eficiência, da eficácia e da melhoria da qualidade dos serviços, estabelece-se como uma tendência dominante, naadministração pública, a implementação de programas denominados genericamente de gerencialismo. A adoção do modelo gerencial determina como principal preocupação para os governos o saneamento das contas públicas. Nas experiências conhecidas – Inglaterra, EUA, Brasil, entre outras –, isso significou redução do quadro de pessoal, flexibilização dos contratos de trabalho e privatizações.
O principiodo Estado sofre transformações drásticas. A ideologia e a prática neoliberal, associadas às operações das grandes empresas transnacionais e das agências internacionais, conduziram ao enfraquecimento do Estado-nação como ator no sistema mundial, o que fez perder o status de unidade privilegiada de análise e de prática social. Esse enfraquecimento do Estado-nação, principalmente nos paísescentrais, tem papel determinante nas políticas sociais, tais como desregulamentação, privatização, mercado interno do Estado, mercadorização, entre outras, cujo objetivo comum é reduzir a responsabilidade do Estado na produção do bem-estar social (SANTOS, 2001).
O acelerado processo de competição globalizante e a falência dos Estados, estes pressionados pela tese do livre mercado transferem osempregos para formas empresariais de maximização dos lucros, principalmente para empresas privadas. Os governos e outras entidades públicas deixam, na última década do séc. XX e início do séc. XXI, de ser o que se chamou de empregadores de último recurso (HOBSBAWM, 2002).
A possibilidade da perda do emprego, presente na vida daquele que trabalha na iniciativa privada, torna-se uma realidadeno cotidiano dos funcionários públicos. A possibilidade de demissão se concretiza a partir da Reforma do Estado, que, no caso brasileiro, apoiou-se na adoção do Contrato de Gestão, no Programa de Demissão Voluntária – PDV e na privatização das empresas estatais e, que a cada mudança de governo e/ou crise econômica - seja essa mundial ou nacional - se apresenta como um fantasma para todos....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A gestão do medo
  • Instrumento da gestao
  • Aplicação de instrumentos de gestao territorial
  • A avaliação como instrumento de gestão
  • Controladoria como instrumento de gestão
  • A CONTABILIDADE COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO EMPRESARIAL
  • A CONTABILIDADE COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO
  • A Importância da Controladoria como Instrumento de Gestão

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!