O médio prazo, a emissão de papel moeda para cobrir déficits públicos pode gerar aceleração inflacionária, podendo ainda a inflação gerada por este expedidnte tornar-se crônica. b) no caso de a cobertura do déficit se

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Moreninha ; MACEDO Joaquim Manuel ;1. Romances :Literatura Brasileira I . título . II . série ( pp : 86 – 99 ) 13° , 14° e 15° capítulos .

Citações :

“No meio detoda esta balbúrdia era de ver-se o zelo e a solicitude da menina travessa!... Observava-se aquela Moreninha de quinze anos , que parecera somente capaz de brincar e ser estouvada , correndo de umapara outra parte , prevenindo tudo e aparecendo sempre onde se precisava apressar um serviço ou acudir a um reclamo . Só cuidava de si quando devia enxugar as lágrimas . “( p. 98 – capitulo XVIII)“Entre os rapazes , porém , há um que não está absolutamente satisfeito : é Augusto . Será porque no tal jogo da palhinha tem por vezes ficado viúvo?... não! Ele esperava isso como castigo de suainconstância . A causa é outra : a alma da ilha de ... não esta na sala ! Augusto vê o jogo ir indo o seu caminho muito em ordem ; não se rasgou ainda nenhum lenço , Felipe ainda não gritou com a dor denenhum beliscão , tudo se faz em regra e muito direito ; a travessa , a inquieta , a buliçosa , a tentaçãozinha não está ai ; D. Carolinda esta ausente !... “ ( p. 91 – capitulo XIV )
O Júri declarouD. Carolina criminosa e a condenou a indenizar o dono da rosa com um beijo .
_ Para fazer tal , disse a ré , não carecia eu de sentença do júri , tome um beijo , minha prima ...
_ Não é mim quedeve dar , respondeu a autora ; o dono da rosa é o Sr. Augusto .
De rosa fez-se então o rosto de D. Carolina .
_ O beijo ! o beijo ! . gritavam as juradas . Você deu sua palavra !
Ela hesitou algunsmomentos ... depois , aproximou-se de Augusto , e com seu sorriso feiticeiro e irresistível nos lábios , disse :
_ O senhor me perdoa?...
_ Não ! Não ! Não ! – chamaram de todos os lados .
Mas amenina parecia contar com o poder de seus lábios , porque sorrindo-se ainda do mesmo modo , tornou a perguntar com meiguice e ternura :
_ Me perdoa ?...
_ Não! Não!
_ Porém , como resistir ao...
tracking img