O lugar onde moro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2045 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Estadual Joaquim Caetano da Silva Diretor: Homero Bezerra Profa: Língua Portuguesa: Elizangela Quintela Miranda Costa Professora de Língua Portuguesa 3ª Etapa da EJA

O lugar onde vivo Marlon da Silva Costa

Moro no Oiapoque, Moro no bairro do Infraero É um bairro novo Que acomoda todo um povo.

Lá não temos diversão, Mas temos o futebol no coração! Às vezes a gente vai pra rua Fazera viração!

De olhar o céu e a lua transbordamos de emoção, Passa a noite e passa o dia nada muda neste chão! Mesmo assim a alegria não sai do coração! Essa é a história de um povo que busca a emancipação!

Uma figura ilustre da vila vai a política disputar

Um cargo muito importante pra poder aos jovens ajudar! E quem sabe poder ajeitar Aquilo o que não está no lugar!

Não sou daqui,sou do Pará Mas vim morar no estado do Amapá Aqui não tem shoping pra gente poder gastar O único que tem fica no município de Macapá

Aqui não temos parking Pr’os carros estacionar Também não temos praça. Ah, isso pra mim não tem graça!

Ora, se aqui não tem praça: aonde é que eu vou namorar? Diz pra mim como pode ser Um jovem viver sem lazer? Ah, desse jeito como posso aguentar! Já falaram maldaqui em rede nacional, mas quem vem aqui parar Daqui não consegue se separar! Sim, o Oiapoque é assim: Terra boa pra você e pra mim!

Assim é o Oiapoque: terra boa de se viver Mas que para muitos aqui é ganhar ou perder! Terra dos Waiãpi, dos Palikur e dos Galibi, Terra nacionalizada por eles, por mim e por você!

Se você quiser saber e ver da colonização o lado miserável Dos nativos quefugiam da dor e da fome na esperança do tempo de acreditar, Quem sabe assim como Caim ao matar Abel, E ao mesmo tempo acreditar que tudo e todos poderiam mudar!

Se você quiser saber o que tenho pra contar Do que temos por aqui No norte do Amapá Encontrarás nossa história, nas cuias, nas frutas, no tucupi!

No norte do Amapá Encontrarás nossa história No museu Kuahi, No cultivo da terra do povoque mora aqui!

Encontrarás no artesanato a inspiração Nas sementes tecidas com a força da imaginação Do índio que foi humihado, estraçalhado, dizimado por uma nação Que fora recebida com festa neste belíssimo e acolhedor pedaço de chão!

Terra dos povos indígenas gritas o grito de justiça: “Olhem para o povo daqui!” Não permita deus Tupã, das tribos Guarany, Que a ponte binacional ao serconcluída novamente repita A dor e o sofrimento que viveram os nativos Tupi!

Sim, Oiapoque terra de pescado, pássaros, florestas e animais, Terra de estrangeiros, Terra de lindos lugares naturais, Terra de amigos, amigas, companheiros!

Das margens do rio Oiapoque nascem as histórias de amor Com montanhas aos milhares enchem de magia No ir e vir das pequenas ondas que nos fazem esquecer a dor Quenos fazem espairecer ao sentir a brisa que nos acaricia!

Das margens do rio Oiapoque Nascem contos tão reais Das sereias que encantam com melodias Dos botos que encantam, amam, iludem as jovens virginais!

Terra de lendas e contos Terra de encantos e desencantos Terra de luzes e escuridão Terra de alegrias e de solidão!

Oiapoque, minha pequena Oiapoque, Menina sorrateira despontando parao mundo! Explorada pelo ouro, prostituída pela ambição, Mas generosa ao oferecer abrigo e proteção!

Aos exilados políticos Sim, ofereceu proteção,

Que para Clevelândia eram enviados Que para a morte eram selecionados!

Oiapoque, minha querida, Minha flor preferida Dona do meu coração Do que eu és mais antiga, mas te tenho com paixão!

Minha majestade Diga o que disseres e eu te ouvirei.As palavras que falares com cuidado responderei, Mas se fores sempre amável por ti minha vida entregarei!

És mais antiga do que eu pelos anos que existes Eu de minha juventude muito te darei De minha determinação e paciência A ti o meu melhor ofertarei!

Senhora de guerras e planos, Senhora de sonhos, Senhora de amores Senhora de dores!

Sim, minha Senhora Quando eu crescer E me tornar...
tracking img