O lugar do jornalismo de informação sindical em cuiabá – mt

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2604 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Mato Grosso
Instituto de Linaguagens
Departamento de Comunicação Social
Disciplina: Jornalismo Especializado II
Discente: Camila Zaleski Alves de Queiróz

Fichamento
O lugar do jornalismo de informação sindical em Cuiabá – MT

“Tanto os que defendem quanto os que atacam o governo entendem ser decisiva a elevação do grau de envolvimento do povo para conquistaravanços reais para o país.” p. 7
“E neste ponto entra a comunicação sindical enquanto segmento do jornalismo especializado.” p.7

2- COMUNICAÇÃO E SINDICALISMO
2.1 – O Jornalismo Sindical dentro do jornalismo especializado

“O jornalismo sindical assim como o esportivo, o policial e o econômico fazem parte de uma comunicação diferenciada; seu conteúdo se destina a um público definido, que teminteresses mais homogêneos e não estão em busca de notícias generalistas, mas sim de matérias que estejam diretamente relacionadas com sua esfera de interesse.” p. 9
“Situar o jornalismo sindical dentro do contexto de que um jornalismo especializado é condição prévia para que os sindicato consiga manter uma comunicação que consiga mobilizar os trabalhadores de sua base levando-o à ação.” p. 9“Segundo Santiago e Giannotti (1997, p.41): a comunicação sindical não tem um único e exclusivo papel. Tem vários. Ela é esclarecedora, formadora e ao mesmo tempo aglutinadora. E quando as publicações do sindicato procuram ter uma preocupação com a realidade de sua categoria, informando ao trabalhador sobre notícias de relevância para ele e seus colegas, o boletim se transforma numa ferramenta demobilização, pois aproxima o trabalhador das questões do sindicato e se difere da imprensa tradicional (...)” p. 9
“Se por um lado, a imprensa sindical deve buscar aperfeiçoar cada vez mais suas ferramentas para que possa atingir e mobilizar os sindicalizados de sua base, e por isso deve se diferenciar da comunicação da grande imprensa; por outro lado, necessita buscar uma politização de sua base, epara isto deve também utilizar seus mecanismos de comunicação.” p.10
“Araújo (2003, p. 34) defende que: ela [a imprensa sindical] pode representar, por exemplo, um papel importante na institucionalização de uma “contra-informação” nas disputas políticas e sociais que se travam no âmbito da sociedade (...)” p.10
“Desta forma, a complexidade que envolve a comunicação sindical exige dos profissionaisde comunicação e dirigentes sindicais a montagem de um grande quebra-cabeça, onde fatores como a linguagem, a técnica e as temáticas sejam peças que não tem função satisfatória se consideradas isoladamente.” p. 10
“Saber dosar o tempero e utilizar a ferramenta certa no lugar certo é o desafio da comunicação desenvolvida no jornalismo especializado.” p.11

2.2 – A linguagem do jornalismosindical

“Por isso produzir um material de comunicação sindical implica conhecer o conjunto dos trabalhadores daquela categoria, levando em consideração fatores como escolaridade, condições de trabalho, local de moradia, dentre outros.” p.11
“O jornal do sindicato não pode ser voltado para os dirigentes sindicais, mas sim para todo o corpo de sindicalizados, portanto o “sindicalês” deve ser abolidode todas as publicações do sindicato, se este realmente quiser transmitir uma boa mensagem aos trabalhadores.” p.11
“A falta de comunicação não ocorre somente quando o sindicato não tem um boletim de informação, mas também quando este boletim não se propõe a criar um canal de participação da categoria com a direção do sindicato.” p.12
“Santiago e Giannotti (1997, p. 54) alegam que: oferecer a umtrabalhador um texto rebuscado, cheio de expressões e palavras para ele incompreensíveis, é ofendê-lo. É xingá-lo. É repetir para ele que ele não sabe ler. É reforçar a relação de sujeição frente às “autoridades”, sejam elas o político caça-voto, o “seu dotor”, a polícia, o sindicato ou o jornalista sindical.” p.12
“Na publicação do sindicato estas regras não podem ser deixadas de lado. Isto...
tracking img