O longo amanhecer

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (638 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
DEPARTAMENTO DE ECONOMIA
DISCIPLINA: ECONOMIA BRASILEIRA I
ALUNA: NATANNA PEREIRA DE OLIVEIRA
MATRICULA: 11023347Trabalho sobre o documentário “O LONGO AMANHECER” – Cinebiografia de Celso Furtado.

O crescimento no Brasil sempre foi essencialmente gerador de desigualdade e concentração de renda. Para mudar essequadro, é necessário estudar o subdesenvolvimento e as estruturas dominadas pelas elites que o perpetuam, além de o Estado ter papel fundamental para que haja crescimento com distribuição de poder e derenda. Essas questões essenciais do pensamento de Celso Furtado, ainda a serem definitivamente encaradas no Brasil, são reafirmadas no documentário.
A narração, baseada sobretudo em depoimentos deCelso Furtado, além de outros pensadores do Brasil como Maria da Conceição Tavares e Francisco de Oliveira, se dá sempre sobre o prisma do desenvolvimento e da necessidade de reformas estruturais no país,que colocassem as desigualdades e a pobreza como questões centrais a serem resolvidas.
Em um dos momentos centrais do documentário, Furtado afirma que a história e o desenvolvimento da AméricaLatina sempre estiveram condicionados à estrutura de poder da região, "que nunca foi desconcentrada". O professor acrescenta que as elites dos países latino-americanos querem ter "padrões de consumo doPrimeiro Mundo", mas lembra que o PIB (Produto Interno Bruto) nos países desenvolvidos é quatro ou cinco vezes maior do que os verificados na América Latina. "O problema é estrutural, e precisa dereformas estruturas profundas para ser superado", afirma ele, destacando a necessidade de desconcentrar o poder para desconcentrar renda e de desconcentrar renda para desconcentrar o poder.
O filme tambémmostra como o embate entre monetaristas e desenvolvimentistas vem de longe no Brasil que foi marca, por exemplo, da década de 1950. Naquela ocasião, os monetaristas, personificados nas figuras de...
tracking img