O internetês pode se configurar como uma ameaça a língua considerada padrão?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 39 (9665 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdades Integradas São Judas Tadeu

Curso de Pedagogia

Camila de F L Epifânio

O internetês pode se configurar como uma ameaça a língua considerada padrão?

Porto Alegre,

2010

Camila de F L Epifânio

O internetês pode se configurar como uma ameaça a língua considerada padrão?

Trabalho de conclusão de curso apresentado comorequisito parcial para obtenção da Licenciatura em Pedagogia – habilitação Educação Infantil e Séries Iniciais.

Prof. Orientadora: Dra. Sandra dos Santos Andrade

Porto Alegre,

2010

AGRADECIMENTOS

SUMÁRIO

1. APRESENTAÇÃO............................................................................................

2.JUSTIFICATIVA................................................................................................

3. INTERNETÊS: SEDUÇÃO DA ATUALIDADE.................................................

4. INTERNETÊS: MONSTRO?............................................................................

5. CONSIDERAÇÕES...........................................................................................

6.REFERÊNCIAS..................................................................................................

Palavras-chave: Internet, internetês e linguagem

1. APRESENTAÇÃO

A tecnologia é algo que sempre me fascinou, principalmente a Internet. Dentro desse fascínio passei ter a curiosidade em conhecer, compreender e analisar de que maneiras os jovens escrevem no mundo virtual. Pois quando eu fiz o meu Messenger (MSN) [1], algumasamigas começaram a escrever palavras de forma abreviada, no início eu não entendia o que estava escrito, mas acabei aderindo a essas abreviações. Ao começar a usar esse tipo de linguagem comecei a ter algumas dificuldades em escrever determinadas palavras fora do ambiente virtual, e algumas vezes eu parava e tentava lembrar como se escrevia a palavra da maneira correta.

Em função disso,amadureci a idéia e comecei a pesquisar sobre o assunto. Ao ler artigos, reportagens e matérias da internet percebi o quanto o internetês tem causado polêmica, principalmente por parte dos educadores. Discute-se se o uso desta nova forma de linguagem pode ou não “atrapalhar” as aprendizagens feitas em sala de aula em torno da escrita da língua padrão. A partir do exposto, meu problema central depesquisa pretende: discutir e problematizar o internetês e analisar se este constitui-se como uma ameaça a aprendizagem da língua considerada padrão. Com o intuito de refletir sobre este problema, utilizei centralmente a pesquisa bibliográfica, focada na leitura de artigos e pesquisas veiculadas na internet e de livros que abordam o tema de acordo com a opinião de diferentes autores. Utilizei ainda,como proposta metodológica, um espaço de discussão no Orkut para saber a opinião das pessoas sobre minha questão de pesquisa. Assim, relaciono o material bibliográfico estudado com o material produzido na comunidade que organizei no Orkut.

A comunidade, internetês, uma ameaça ao idioma? foi criada em janeiro deste ano e durou aproximadamente 3 meses. Como a comunidade foi criada nasférias, pensei que eu teria um retorno maior, acreditava que as pessoas iriam deixar sua opiniões e me fazer perguntas referente a este assunto tão polêmico, mas não foi o aconteceu. Para divulgar a comunidade, eu mandei uma mensagem para todos os meus amigos do Orkut pedindo para eles participarem dos fóruns deixando suas opiniões e que divulgassem a comunidade para seus amigos. A comunidade aindaexiste, mas eu não deixo mais perguntas nos fóruns, para eu ter os primeiros resultados foi bem difícil e as pessoas que deixaram suas opiniões são pessoas que acreditam que o internetês pode vir a ser uma ameaça a língua considerada padrão. Baseio essa afirmação em outras comunidades, onde as pessoas só fazem parte de determinada comunidade, se concordam com o enunciado da comunidade, como...
tracking img