O impacto da tecnologia no processo de ensino aprendizagem em surdez

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5290 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
No Âmbito da Disciplina de “Ajudas Técnicas e Adaptações Tecnológicas para as Necessidades Educativas Especiais”

"O Impacto da Tecnologia no Processo de Ensino Aprendizagem em Surdez"

Bruno Filipe Abreu Monterroso
Carla Maria de Lemos Tavares Pereira
Março de 2008 


ÍNDICE

1.
1.1. Introdução
Enquadramento histórico
3
2.
2.1. O ouvido humano
Surdez - Definições eclassificações 7
8
3.
3.1.
3.2.
3.2.1. Escola Inclusiva
Tecnologia no processo de ensino
Adaptações Tecnológicas no Ensino Especial
Adaptações Tecnológicas no âmbito da deficiência auditiva 9
10
11
12
4. INTEGRAÇÃO SOCIAL?
5. ESCOLA INCLUSIVA
6. CONCLUSÃO
BIBLIOGRAFIA

1. Introdução
1.1. Enquadramento histórico

A história da pessoa com deficiênciaacompanha a história da humanidade, sendo moldada mediante aspectos sociais, a religião, os valores e as ideologias, dos diferentes padrões culturais nos contextos.
Nas sociedades primitivas os deficientes eram mortos ou abandonados, sendo o infanticídio uma prática frequente, nesta época, perante esta realidade, visto que estas pessoas eram consideradas impuras e/ou possuidoras de espíritosmalignos. Por este facto eram consideradas um temor religioso.
Na época clássica, as atitudes da sociedade face às pessoas com deficiência passava pelo seu abandono nas florestas, caso de Atenas, ao aniquilamento nos desfiladeiros, caso de Esparta.
Na Idade Média, por outro lado, eram frequentes os apedrejamentos ou a morte nas fogueiras da Inquisição das pessoas com deficiência que eram mesmoconsideradas como possuídas pelo demónio.
Aristóteles considerava que as pessoas surdas eram socialmente inadaptáveis, por este facto não poderiam participar activamente e construtivamente no meio social. Esta forma de pensamento perdurou durante vários séculos. Os deficientes auditivos era confinados à clausura dos seus lares por vergonha e medo.
A primeira escola para deficientes auditivos surgiu noséculo XVII em Paris, impulsionada pelo abade L’Epée. Promovendo a língua de sinais, como comunicação de excelência neste tipo de ensino. Este esforço durou pouco, a sociedade continuou a hostilizar estas pessoas o que levou a um recuo desta forma de ensino, que já estava em franca expansão por toda a Europa. A linguagem de sinais, por ser considerada obscena aos olhos da sociedade, uma vez queutilizava gestos estranhos como forma de comunicação, foi reprimida. Também porque a Filosofia e a Medicina mantiveram, durante décadas, uma visão discriminatória para com a surdez e/ou deficiente auditivo.
Já no séc. XIX e princípios do séc. XX foi usada a esterilização como método para evitar a reprodução desses “seres imperfeitos” e aconteceu mesmo em plena época do nazismo hitleriano, aaniquilação pura e simples das pessoas com deficiência que não correspondiam à “pureza” da raça ariana.
Paralelamente a estas atitudes, apareciam grandes asilos (como foi o caso de Inglaterra) e atitudes dispersas de rejeição, vergonha e medo.
Só com os ideais da Revolução Francesa LIBERDADE, IGUALDADE e FRATERNIDADE estas pessoas passaram a ser objecto de assistência (mas ainda sem acesso à Educação)e entregues aos cuidados de organizações de caridade e religiosas.
Após a 2ª Guerra Mundial, com a valorização dos direitos humanos, surgem os conceitos de oportunidades, direito à diferença, justiça social e solidariedade nas novas concepções jurídico-políticas, filosóficas e sociais de Organizações como a ONU, a UNESCO, a OMS, a OCDE, o Conselho da Europa, a OIT, a U. E. ou a ReabilitaçãoInternacional, passando as pessoas com deficiência a ser consideradas como possuidoras dos mesmos direitos e deveres de todos os outros cidadãos e entre ele o direito à participação na vida social e à sua consequente integração escolar e profissional.
Na passagem de uma visão supersticiosa para uma visão organicista (séc XVIII), o conhecimento relativo à deficiência auditiva aprofundou-se,...
tracking img