O homem que não vendeu a sua alma

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (257 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O homem que não vendeu a sua alma.
O Homem que não vendeu sua alma ou Um homem para a eternidade é um filme do Reino Unido de 1966, do gênero dramabiográfico, dirigido por Fred Zinnemann. O roteiro, escrito por Robert Bolt, é baseado em peça de teatro de sua autoria.

Resumo:
A historia estácentralizado na figura de Thomas More, jurista e filósofo moral inglês
Na Inglaterra do século XVI: o rei Henrique VIII, convencido de que sua
Esposaespanhola Catarina de Aragão não lhe daria herdeiros homens, tenta junto
Ao Vaticano a dissolução de seu matrimônio para se casar com a amante, AnaBolena. Temendo perder a amizade do rei espanhol Carlos V, sobrinho de Catarina,
O papa Clemente VIII recusa o pedido de divórcio. Em face disso,Henrique VIII
Extingue por completo a autoridade do papado na Inglaterra com o Ato de
Supremacia, de 1534, tornando-se chefe supremo da IgrejaAnglicana. Quando aí
Pressionado a jurar fidelidade ao monarca, Thomas More, católico radical, prefere
Manter o silêncio diante da questão. Iniciando entãouma perseguição política
Contra More que, acusado de traição, é encarcerado na Torre de Londres e levado a
Julgamento. Motivado por uma forteconvicção religiosa, More permanece
Inabalável frente às pressões do rei. E afirma: “não faço mal a
Ninguém; não falo mal de ninguém; não penso mal deninguém. E se isso não é
“Suficiente para que um homem possa viver de boa-fé eu não desejo viver.”
E em 1535, More é condenado à morte por decapitação.
tracking img