O grande massacre de gatos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1857 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O grande massacre de gatos: o indiciarismo de Robert Darnton na análise de episódios da história francesa no século XVIII
Por Claudio Marcio Coelho – Núcleo de Estudos Indiciários – DCSO – CCHN-UFES, Vitória: 2006

No livro O grande massacre de gatos e outros episódios da história francesa (1984), publicado no Brasil em 1986, o historiador Robert Darnton explora visões de mundo poucofamiliares. A análise de episódios aparentemente insignificantes da história francesa tem como resultado a narração de momentos surpreendentes. Darnton analisa as maneiras de pensar na França do século XVIII, e defende uma interpretação renovadora. Para o autor, não basta mostrar ‘o que’ as pessoas pensavam. O historiador precisa identificar e interpretar ‘como’ estas pessoas pensavam. Para tal, é precisorevelar como os indivíduos atribuíam significado e emoção a realidade social. A construção desta perspectiva permite entender sua ‘visão de mundo’, e a constatação de realidades multifacetadas, diversificadas e muitas vezes surpreendentes.

Na apresentação da obra, Darnton reafirma o propósito de deixar de lado a ‘estrada principal da história intelectual’ pela análise conhecida como Históriadas Mentalidades, que pode ser simplesmente chamada de História Cultural. Esta perspectiva está marcada pela tendência etnográfica, e entende a cultura com ‘c’ minúsculo.

Enquanto o historiador das idéias esboça a filiação do pensamento formal, de um filósofo para outro, o historiador etnográfico estuda a maneira como as pessoas comuns entendiam o mundo. Tenta descobrir sua cosmologia, mostrarcomo organizavam a realidade em suas mentes e a expressavam em seu comportamento. Não tenta transformar em filósofo o homem comum, mas ver como a vida comum exigia uma estratégia. Operando ao nível corriqueiro, as pessoas comuns aprendem a “se virar” – e podem ser tão inteligentes, à sua maneira, quanto os filósofos.1

Darnton alerta os pesquisadores sobre os perigos do anacronismo. A falsaimpressão de familiaridade com o passado desaparece à medida que o pesquisador se submete a devida peregrinação pelos arquivos. A pesquisa minuciosa dos documentos poderá conduzir o historiador à revelação de momentos significativos da história. Para fazer
1

DARNTON, Robert. O grande massacre de gatos e outros episódios da história francesa. – Rio de Janeiro: Graal, 1986. p. xiv.

1

história,o pesquisador não deve valorizar apenas os aspectos mais expressivos, pois analisando “o documento onde ele é mais opaco, talvez se consiga descobrir um sistema de significados estranho”.2

Para Darnton, a dificuldade – ou impossibilidade – de se interpretar um provérbio, piada, ritual ou poema do contexto pesquisado, revela a descoberta de algo importante para a pesquisa.

De fato, seu livroexplora as ‘visões de mundo’ pouco conhecidas ou valorizadas. O autor examina as surpresas proporcionadas por uma coleção improvável de textos: uma versão primitiva de “Chapeuzinho Vermelho”, no ensaio Histórias que os camponeses contam: o significado de mamãe ganso; a narrativa de Os trabalhadores se revoltam: o grande massacre de gatos na Rua Saint-Séverin; a bizarra descrição de uma cidade emUm burguês organiza seu mundo: a cidade como texto, e o curioso arquivo de um inspetor de polícia sobre os intelectuais da época em Um inspetor de polícia organiza seus arquivos: a anatomia da república das letras. Estes textos não podem ser classificados entre os documentos típicos da época, mas assumem importância fundamental na análise do autor.

O ensaio sobre o grande massacre de gatosdenuncia o indiciarismo de Darnton. Neste surpreendente trabalho, o autor analisa o relato do operário Nicolas Contat3 que contou esta história numa narrativa que fez sobre seu estágio em uma gráfica da Rua SaintSéverin, Paris, no final da década de 1730. Contat descreve as dificuldades da vida de um aprendiz.
Dormiam num quarto sujo e gelado, levantavam-se antes do amanhecer, saíam para executar...
tracking img