A bula de remédio por ser um gênero ainda pouco explorado em sala de aula e de grande importância na vida cotidiana das pessoas, pois, conforme dados publicados pela revista Veja (10 de janeiro,2001, p. 71, apud CARVALHO et al, 2002, p.1),
o Brasil é o quinto país do mundo em consumo de medicamentos, com uma farmácia para cada 3000 habitantes, mais que o dobro do recomendado pela OrganizaçãoMundial de Saúde. O país é também campeão em mortes por intoxicação e, segundo dados da Fundação Oswaldo Cruz, também citados pela revista, 30% das 80.000 mortes anuais por intoxicação têm como causao uso indevido de medicamentos. É provável que estes (tristes) fatos estejam relacionados a uma criticável tendência à auto-medicação (sic) por parte do brasileiro. Desaprovamos a prática daautomedicação (sic), mas defendemos o argumento de que o acesso às informações contidas nas bulas é um direito do cidadão.
Ao se caracterizar como um texto concreto que encontramos em nosso cotidiano, além deter como interlocutores pessoas de áreas específicas da saúde, a bula de remédio é um gênero cuja leitura pode ser feita por qualquer cidadão, provavelmente, quando este necessitar de orientaçõespara usar corretamente um medicamento, para cessar ou amenizar uma dor ou mal-estar. Porém, muitas vezes, para este interlocutor, é impossível a total compreensão das orientações e informaçõesdisponibilizadas nas bulas.
Há dois tipos de leitores para as bulas de remédio: o leitor leigo (paciente) e o leitor técnico (profissional da saúde). Com o objetivo de atender a essas necessidades distintasde informações, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) do Ministério da Saúde determinou a reformulação dos textos de bulas de medicamentos, cujas regras estão dispostas na resolução nº140de 29 de maio de 2003. Esta resolução obriga os laboratórios a prepararem dois tipos de bulas: uma voltada para o consumidor, com linguagem mais simples e letras maiores, adquiridas junto ao... [continua]

Ler trabalho completo

Citar Este Trabalho

APA

(2012, 10). O gênero textual: bula de remédio. TrabalhosFeitos.com. Retirado 10, 2012, de http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/o-G%C3%AAnero-Textual-Bula-De-Rem%C3%A9dio/453376.html

MLA

"O gênero textual: bula de remédio" TrabalhosFeitos.com. 10 2012. 2012. 10 2012 <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/o-G%C3%AAnero-Textual-Bula-De-Rem%C3%A9dio/453376.html>.

MLA 7

"O gênero textual: bula de remédio." TrabalhosFeitos.com. TrabalhosFeitos.com, 10 2012. Web. 10 2012. <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/o-G%C3%AAnero-Textual-Bula-De-Rem%C3%A9dio/453376.html>.

CHICAGO

"O gênero textual: bula de remédio." TrabalhosFeitos.com. 10, 2012. Acessado 10, 2012. http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/o-G%C3%AAnero-Textual-Bula-De-Rem%C3%A9dio/453376.html.