O futurismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1395 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
--------------------------------------- -------------- |
|
|
|
|
|


-----------------------------SÃO PAULO2012 |

----------------------------------- ----

ANÁLISE DA PUBLICIDADE

Trabalho apresentado à disciplina
português, sob a orientação da professora
--------------------------------------.--------
SÃO PAULO
2012
Sumário

Introdução.....................................................................................................................4
Futurismo......................................................................................................................5Conclusão...................................................................................................................11
Bibliografia..................................................................................................................12

Introdução
Este trabalho fala sobre o movimento artístico e literário futurismo, traz suas principais características, como, artistas importantes, a sua influencia em alguns países como, Itália e Brasil e Rússia. E também algumasinformações sobre os artistas citados no mesmo.

O futurismo
O movimento futurista eclodiu historicamente no dia 20 de fevereiro de 1909, sendo caracterizado como uma escola de cunho artístico e literário. Ele nasceu dos princípios expostos no Manifesto Futurista, publicado no periódico francês Le Figaro por Filippo Marinetti, renomado poeta italiano.
O Futurismo pretendia revolucionar totalmente a arteda sua época utilizando os novos meios da propaganda e da agitação de massas.
Para anunciar os seus propósitos Marinetti utiliza pela primeira vez a forma de Manifesto que adopta do Manifesto Comunista de Marx e Engels de 1848.
Este primeiro Manifesto Futurista foi publicado no jornal Le Figaro, de Paris.
Foi inicialmente um movimento puramente literário.
O futurismo na Literatura
A propostacentral do Manifesto da Literatura Futurista é a destruição da sintaxe através da técnica denominada por Marinetti de "palavras em liberdade" que consiste, entre outras coisas, em "colocar os substantivos conforme eles vão nascendo". Esta técnica revela a influência da "livre associação de idéias" da Psicanálise freudiana que muito impressionou os modernistas da época, como pode ser vista na"escrita automática" dos surrealistas.
Marinetti propunha a abolição do adjetivo que, segundo, ele é uma nuance inconcebível para a visão dinâmica, por sugerir pausa, meditação e a abolição do advérbio entendida como uma velha fivela que mantém as palavras unidas, conservando, na frase, uma enfadonha seriedade de tom.
O fundador do Futurismo ainda propôs a eliminação da pontuação por sugerir pausas ea substituição por sinais matemáticos e musicais, antecedendo os concretistas na mescla Inter semiótica, ou seja, misturando linguagens de áreas distintas, fundindo o verbal e o não-verbal.
O poeta italiano ensina como se deve fazer a técnica das palavras em liberdade, dizendo que o substantivo deve ter seu duplo, ou seja, seguido sem conjugação. Ex.: homem-torpedeira, mulher-baia. Algo querevela o espírito pragmático e utilitário do tyme is money , pois a literatura deveria conter, em sua forma e conteúdo, o dinamismo furioso e urgente desse novo tempo. Daí o uso fragmentado e telegráfico da linguagem verbal, tentando imprimir um ritmo mais agitado e violento à leitura, como espelho da realidade frenética do capitalismo urbano e industrial.
As reações às palavras em liberdade foramdas mais variadas, mas quase sempre negativas, como a do modernista Mário de Andrade que sentenciou a técnica como "um meio passageiro de expressão, sendo os trechos de palavras em liberdade intoleráveis de hermetismo, de falsidade e monotonia".
A técnica torna o texto um aglomerado de palavras soltas e desconexas em que se quebra violentamente com a linearidade da língua, rompendo com o...
tracking img