O feminismo no mundo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 39 (9558 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Narrativas fundadoras do feminismo: poderes e conflitos (1970-1978)
Joana Maria Pedro
UFSC

RESUMO
A forma como foram definidas as datas do ressurgimento do feminismo de ‘Segunda Onda’, na década de 1970, no Brasil, reflete interpretações oriundas de diferentes lugares. A narrativa de ‘origem’ desse feminismo foi resultado de disputas de poder entre diversos grupos feministas e entre estes eos diversos personagens envolvidos na luta contra a ditadura militar, instalada no país entre 1964 e 1985. As dicotomias entre ‘lutas gerais e lutas específicas’, de um lado, e entre ‘verdadeiramente feministas e nãofeministas’, de outro, presentes nessas disputas, falam de poderes e de conflitos. Palavras-chave: Feminismo; Relações de poder; Ditadura militar; Narrativas.

ABSTRACT
The way the‘Second Wave’ feminism reemergence was defined in the seventies, in Brazil, reflects interpretations that come from different places. The narrative of ‘origin’ of this feminism was result of contests of power among diverse feminists groups and among these and the diverse characters involved in the fight against the military dictatorship, present in the country between 1964 and 1985. The dichotomybetween “general fights versus specific fights”, in one side, and “true feminists versus not-feminists” in the other side, present in these contests, talks about powers and conflicts. I intend to discuss, in this article, the invention of these origins and their contests for power. Keywords: Feminism; Power relations; Military dictatorship; Narratives.

Revista Brasileira de História. SãoPaulo, v. 26, nº 52, p. 249-272 - 2006

Joana Maria Pedro

Há uma narrativa de ‘origem’ do ressurgimento do feminismo no Brasil, na década de 1970, que prevalece até os dias atuais. Essa narrativa foi resultado de disputas de poder entre diversos grupos feministas, e entre estes e os diversos personagens envolvidos na luta contra a ditadura militar, instalada no país entre 1964 e 1985. Essa lutaenvolvia, para uns, as dicotomias entre “lutas gerais e lutas específicas”, de um lado, e entre “verdadeiramente feministas e não-feministas”, de outro. A forma como foram definidas essas datas reflete interpretações oriundas de diferentes lugares. Fala de poderes e conflitos. O feminismo que foi retomado no Brasil na década de 1970 tem histórias entrecruzadas e conflitivas. Essas histórias merecemuma análise mais detalhada, visando observar, não necessariamente a verdadeira data brasileira do renascimento do feminismo, mas sim as disputas que se constituíram. É, portanto, a invenção dessas origens e suas disputas pelo poder que pretendo discutir neste texto. Uma das narrativas fundadoras do feminismo da Segunda Onda1 no Brasil informa que, graças à definição, pela ONU — Organização dasNações Unidas, de 1975 como o Ano Internacional da Mulher, e como ano de início da Década da Mulher, aconteceu no Brasil o ressurgimento do movimento feminista ‘organizado’. Este teria sido inaugurado com uma reunião, ocorrida em julho de 1975, na ABI — Associação Brasileira de Imprensa, no Rio de Janeiro, e com a constituição do Centro da Mulher Brasileira, também naquela cidade. A partir de então,teria ocorrido o aparecimento de outros espaços de união e movimento feminista em outros lugares do Brasil. Essa narrativa fundadora informa, também, que o ressurgimento do movimento de mulheres e feminista2 em 1975, com o apoio da ONU, teria representado para diversos partidos e grupos políticos, ainda clandestinos, que tentavam se reorganizar em meio à repressão, uma possibilidade e, ao mesmotempo, uma ameaça. Inicialmente a possibilidade aberta pelo ano Internacional da Mulher foi considerada como um espaço autorizado para fortalecer a luta contra a ditadura, e, portanto, entre os partidos clandestinos, uma possibilidade de reuniões e atuação sob a proteção da ONU, sem que se sentissem ameaçados pela repressão. Entretanto, o fato de 1975 ser o Ano Internacional das Mulheres, tendo...
tracking img