O exercicio profissional de enfermagem e o paciente terminal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 6 (1308 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade Anhanguera de Piracicaba


Trabalho sobre: O exercício Profissional de Enfermagem e o Paciente Terminal


Professor Dimas Duarte

CAMILA MELO DUARTE RA 4665903488CRISTIANE LUISA R CESARIO RA 4656861985
DANIELE DENISE DE SOUZA RA 4423866632
JESSICA DE CAMPOS SANTOS RA 4440878054KARLA SANTOS MENDES CAMPOS RA 4423880189
KAMILA BAHUER MENDES RA 4252062162
LAURA LINO MENDES DA CRUZ RA 3716651026
MONIQUEDAIANE DOS SANTOS RA 3730720096
NORIVAL RIBEIRO DA SILVA RA 4662879759



Piracicaba
2012



O Exercício de Enfermagem eo Paciente terminal

Conceito e definição
Segundo Pillar R Gutierrez “A terminalidade parece ser o eixo central do conceito em torno da qual se situam as consequências. É quando se esgotam as possibilidades de resgate das condições de saúde do paciente e a possibilidade de morte próxima parece inevitável e previsível. O paciente se torna "irrecuperável" e caminha para a morte, sem que seconsiga reverter este caminhar.”.

Funções e atribuições especificas do enfermeiro

Observou-se que os enfermeiros definem autonomia, reconhecem-na como direito dos pacientes e tentam respeita-la, assumem também que se angustiam diante de algumas situações já que percebem contradições em seu discurso e pratica diária e por isso manifestam a necessidade de mais discussão e espaço que para que osserviços convivam com a vontade e os direitos do paciente.
O posicionamento frente ao paciente terminal
Essa relação paciente-cuidador deve ser norteada por princípios éticos que se tornaram relevantes no cuidado de pacientes terminais, uma vez que devem ser assegurados a verdade sobre as condições do doente, respeito á autonomia da pessoa, bem como ao processo de tomada de decisão, além do nãodeve ser ignorado.
Portanto a capacidade de ouvir o doente sem possibilidade de cura é de fundamental importância para o profissional da saúde, pois só desenvolvendo essa habilidade é que os cuidadores deixarão de ter a pretensão de saber e decidir sozinho qual é o melhor tratamento para aquele individuo que, dentro de seu enredo particular, é portador de uma patologia.
As solicitações dospacientes em estágio terminal, algumas vezes, são difíceis de compreender, e por isso o enfermeiro deve possuir os conhecimentos e habilidades de comunicação para decodificar informações essenciais, diminuindo a aflição de quem esta em estagio final e proporcionando um cuidado de qualidade.
A comunicação se manifesta na relação paciente-equipe de saúde de diversas formas, podendo se verbalizada ou não. Oenfermeiro deve saber relacionar-se e trabalhar com a comunicação não verbal, em que palavras é ás, vezes substituídas pelo comportamento e atitudes que revelam a vivencia do paciente; outras vezes, complementadas pelo comportamento e , outras vezes, contraditas.

Possibilidades de atuação do enfermeiro

Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa. Foi buscando no discurso dos...
tracking img