O eu, o outro e o lugar da criação artística: elementos para a construção de um perfil sociológico dos artistas da bienal de arte de vila nova de cerveira.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 92 (22771 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O eu, o outro e o lugar da criação artística: elementos para a construção de um perfil sociológico dos artistas da Bienal de Arte de Vila Nova de Cerveira.

Agradecimentos

A todos os que generosamente transmitiram as suas experiências aqui apresentadas. Muitos foram profundos e sentidos, todos foram fascinantes.

Eis o culminar de uma fase, duma vivência, de umaformação!

Resumo

O objectivo desta investigação é apresentar alguns traços gerais sobre o fenómeno da identidade artística através do olhar constituído pela Sociologia da Arte. Sem se deter nas especificidades da linguagem artística, o foco de interesse direcciona-se no aspecto social da prática artística, à compreensão das relações de poder e de funções simbólicas que se estabelecementre os artistas, as obras, os críticos, os marchands, o público, e as instituições envolvidas com estas pessoas e com estas obras.

O processo biográfico pode ser definido como uma construção no tempo pelos indivíduos de identidades sociais e profissionais a partir das categorias oferecidas pelas instituições socializadoras (família, escola e mercado de trabalho).

A identidade ésocialmente construída por cada geração com base em posições e trajectórias mas através também das estratégias identitárias que os indivíduos atravessam.

A construção identitária adquire importância partícula no campo da formação e do trabalho, que ganhou forte legitimidade para o reconhecimento da identidade social e da identidade profissional como artista plástico.

AbstractThe objective of this article is to address a few general aspects of the phenomenon of legitimation of works of art from the stance of Sociology of Art. Artistic language particularities apart, the focus of this subject is on the social aspect of artistic practice, the relationships of power and the symbolic functions established among artists, art works, critics, art dealers, the public and theinstitutions, which are involved with these people and works.

The biographical process may be defined as a construction in time by individuals of social and professional identities, from the categories offered by the sociological institutions (family, school and the labour market).The identity is socially built by each generation on the basis of positions and paths but also identifiablestrategies that individuals cross by.

The identifiable construction plays an important role in the formation and work basis, which earned a strong legitimacy to the recognition of the social identity and the professional as a plastic artist.

Índice

Agradecimentos 5

Resumo 6

Abstract 7

Índice 8

Índice de Figuras 10

Introdução11

Primeira parte - Contextualização teórica do estudo

Capítulo 1Percusro teórico

1.1 Campo da Sociologia da Arte 16

1.2 Circuito teórico clássico a contemporâneo19

1.3 A Hierarquia artística 35

Capítulo 2 - Das identidades aos processos de identificação

Introdução 41

2.1 A emergência e consolidação da problemáticamultidimensional das identidades 42

2.2 Os trabalhos pioneiros da problemática da identidade 43

2.2.1. Construção da identidade(s 46)

2.3 Identidade profissional 51

2.4 O enfoque dicotómico da problemática das identidades 54

Capítulo 3 – Enquadramento da Bienal de arte de Vila Nova de Cerveira

3. Breve história dos 30 anos da Bienal 56

Capítulo4 - Contextualização metodológica do estudo

4.1 Opções e estratégias para a realização do estudo 59

4.1.1 Fundamentos, oportunidades e desafios para investigar qualitativamente 61

4.1.2 Técnica de recolha de dados 62

4.1.3 Conceptualização esquemática da abordagem realizada sobre identidade no artista 65

Segunda parte- Fundamentação empírica...
tracking img