O eu e o outro nas relações de trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1952 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL BENTO QUIRINO




TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO





DAYANE COELHO

GRAZIELY DOS SANTOS

KELLY SILVA

PAULO RAMOS

RAIANE PRISCILA

ROSANGELA SANTOS





O EU E O OUTRO NAS RELAÇÕES DE TRABALHO




















CAMPINAS S.P

2012

DAYANE COELHO

GRAZIELY DOS SANTOS

KELLY SILVA

PAULO RAMOS

RAIANE PRISCILAROSANGELA SANTOS














O EU E O OUTRO NAS RELAÇÕES DE TRABALHO










Trabalho apresentado para a disciplina Psicologia Organizacional, do curso Técnico em Administração sob orientação da Profª Nilmara Ribeiro.

















ETEC BENTO QUIRINO

2012

SUMÁRIO






INTRODUÇÃO 4


O EU E O OUTRO NASRELAÇÕES DE TRABALHO 5


1.1 Seres de Relação 5


1.2 Relacionamento Interpessoal e o Ambiente de Trabalho 7


2. DICAS PARA DESENVOLVER UM BOM RELACIONAMENTO INTERPESSOAL (GIMENES e GERMANO, p. 4 apud Mario Persona) 8


3. DINÂMICA DE GRUPO 9


REFERÊNCIAS 11



INTRODUÇÃO



O presente trabalho sob o tema O Eu e o Outro nas Relações de Trabalho, aborda o RelacionamentoInterpessoal nas Empresas, o ambiente físico, as relações humanas diárias fundamentadas no respeito mútuo e na diversidade cultural.
Compreendemos que para uma relação sadia é necessário um ambiente que promova uma comunicação clara, valorizando as características pessoais e profissionais de cada funcionário, além de suas necessidades psicológicas, integrando esforços e ideias,compartilhando atividades, permitindo a cooperação de todos a interagir, cooperação, comunicação, amizade e respeito.




O EU E O OUTRO NAS RELAÇÕES DE TRABALHO




Seres de Relação



No sentindo mais epistemológico da palavra, relacionar¹ significa fazer ou dar relação de, estabelecer ou analogia entre coisas diferentes, além de travar conhecimento com pessoas, fazer amizades,manter relações. Convivência² por sua traz em seu significado o ato ou efeito de conviver, trato diário, familiaridade e intimidade.

Diariamente convivemos com o outro, seja no ambiente familiar, com amigos, vizinhos, com desconhecidos e com colegas de trabalho. As relações de convivência são contextualizadas e dinamizadas de acordo com cada momento, necessidade e situação. Convivemos eautomaticamente nos relacionamos com objetos, pessoas, com a natureza, com o mundo. E nesse ato de relacionar-se com o outro há uma troca de conhecimentos, aprendemos com o outro, pois cada indivíduo traz consigo sua subjetividade permeada por uma gama de experiências culturais, sociais e políticas, uma visão de mundo bem particular, ou seja, somos seres de relação, “homens e mulheres, na suaincompletude e na sua relação com o mundo e com outros seres, buscando dar respostas aos desafios, às questões de seu contexto, constroem conhecimentos”. (ANTUNES e PADILHA, 2004, p. 01)

Cada pessoa traz uma herança cultural significativa, experiências e práticas, valores, características e formação específica para o exercício de suas funções e para o viver de sua própria existência, eisso determina a comunicação que trava no seu cotidiano, em todos os níveis e dimensões. (ANTUNES e PADILHA, 2004, p. 2)

De acordo com Antunes e Padilha (2004, p. 01) “o que diferencia o ser humano dos outros seres é sua capacidade de dar respostas aos diversos desafios que a realidade impõe”, dessa maneira somos humanizados criando cultura e fazendo história. No entanto, para que essahumanização aconteça é necessária uma dinâmica no qual possamos nos ver, através do olhar do outro, como o outro nos vê, para que assim possamos nos conhecer melhor.

Antunes e PADILHA (2004) ressaltam que os relacionamentos provocam mudanças pessoais e estruturais nas relações coletivas reforçando dessa maneira a própria identidade. “As pessoas são produtos do meio em que vivem, tem...
tracking img