O estado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1933 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FAEX – FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DE EXTREMA













O ESTADO























Extrema - MG
2012
FAEX – FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DE EXTREMA













O ESTADO


Trabalho Acadêmico, para complementação de nota do 1º bimestre do 1º semestre de 2012, relativo à matéria Ciência Política e Teoria Geraldo Estado dirigido à Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Extrema – FAEX.












Extrema – MG
2012
SUMÁRIO


INTRODUÇÃO

1. CONCEITO DE ESTADO
1.1 Críticas ao Conceito de Estado
1.2 A Variedade dos Conceitos
1.3 Proposição de um Conceito

CONCLUSÃO
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS



03

04
0405
07

09

10



















INTRODUÇÃO


O presente trabalho tem por objetivo apresentar os diversos debates sobre o tema “O Estado”, segundo a opinião do Autor/Doutrinador Dalmo de Abreu Dallari, na obra “Elementos de Teoria Geral do Estado”.
Serão analisados de forma sucinta através de capítulos os conceitos referentes às suas críticas, suas variedades e a suaproposição.
Através deste estudo, tentamos demonstrar o quanto o tema é vasto e como vários estudiosos tratam cada um a sua maneira essa questão, inclusive as suas divergências, que como será apresentado, após dois mil e quinhentos anos de estudo, não conseguiram chegar a um senso comum.
Em considerando que o tema é complexo e cabem várias interpretações, não poderemos aqui expressar uma ououtra. Podemos afirmar que, em nossos dias, o Estado continua sendo a entidade detentora por excelência da sanção organizada e garantida.















1. CONCEITO DE ESTADO


Conforme Dallari é absolutamente impossível encontrar um conceito que satisfaça todas as correntes doutrinárias, pelo fato do Estado ser um ente complexo, que pode ser abordado sob diversos pontos de vista.Além disso, por ser extremamente variável quanto à forma por sua natureza, haverá pontos de partida diferentes, de acordo com a preferência dos observadores que desenvolverão o conceito conforme o elemento ou o aspecto que considerar primordial. Pelo estudioso é que este desenvolvera o seu conceito.
Por mais que se haja um esforço por parte dos autores em se chegar a um conceito objetivo,sempre haverá subjetividade, possibilitando uma variedade de conceitos.


1.1 Críticas ao Conceito de Estado


Toda conceituação pode dar a impressão de redução formalista, mas a palavra Estado tem sido usada com variados sentidos e, sem um conceito esclarecedor, não se sabe em que sentido ela está sendo usada e para muitos estudiosos, essa grande variedade de conceitos é desconcertante eparece-lhes impossível construir teorias sobre base tão insegura.
Dallari cita que o próprio David Easton, uma das principais figuras da Ciência Política norteamericana contemporânea, que ao perguntar “Que é Estado?”, se refere a um autor que informa ter reunido cento e quarenta e cinco definições diferentes, tendo observado que raras vezes os homens discordaram de forma tão acentuada sobre um termo.De acordo com Dallari, existe uma vasta confusão e variedade de sentidos, acrescentando que conforme Easton é quase inacreditável que não se tenha conseguido nenhuma uniformidade durante os quase dois mil e quinhentos anos em que a questão é discutida, concluindo pelo abandono da ideia de Estado, substituindo-a pela de sistema político, devido à excessiva fluidez.


1.2 Variedades de Conceitosde Estado


Segundo Dallari, analisar uma grande variedade de conceitos traz duas orientações fundamentais: ou se dá ênfase a um elemento concreto ligado à noção de força ou então se realça sua natureza jurídica tendo como ponto de partida a noção de ordem.
Antes de nos referirmos aos aspectos particulares dessas orientações, julgamos necessário, para eliminar dúvidas e preconceitos, a...
tracking img