O estado e os conteporaneos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2433 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
4. Com base no que vimos nesta Unidade, argumente, em cerca de duas páginas, sobre as seguintes afirmações:
a) Keynesianismo e Estado de Bem-Estar Social são duas faces da mesma moeda.
O Estado de Bem-Estar Social pode ser definido como aquele que assume a proteção social de todos os cidadãos, patrocinando ou regulando fortemente sistemas nacionais de Saúde, Educação, Habitação, Previdênciae Assistência Social; normatizando relações de trabalho e salários; e garantindo a renda, em caso de desemprego.
A reconstrução da Europa, depois do conflito armado, se baseou amplamente nas teorias do economista John Maynard Keynes, que propôs uma mudança radical na forma de conduzir a política econômica, à época as condições econômicas da maior crise capitalista mundial que foi o pós guerra,novo Estado Keynesiano, surge como um Estado forte, com poder de intervenção na ordem econômica para superar a crise capitalista. É o Estado o grande indutor do desenvolvimento econômico, com políticas de investimentos para gerar emprego, renda e consumo e, assim, tirar o capitalismo da sua maior crise.
O enfrentamento das consequências sociais da crise fortalece a concepção do Estado provedor,ou seja, o Estado que irá responder pelas políticas públicas, de previdência social, saúde, educação, obras públicas para geração de emprego e renda. A teoria keynesiana atribuiu ao Estado o direito e o dever de conceder benefícios sociais que garantam à população um padrão mínimo de vida.
Portanto, o Estado deveria fazer investimentos públicos na produção para garantir o pleno emprego. A mesmabaseava-se no princípio de que se todos trabalhassem, haveria então renda para que todos consumissem. Assim ficaria criado um ciclo virtuoso de produção e consumo, que garantiria o funcionamento do capitalismo.
Juntamente com os investimentos na produção, o Estado deveria também regular as relações de trabalho e oferecer serviços sociais básicos, de modo a permitir que as pessoas trabalhassemtranquilas e que pudessem destinar suas rendas ao consumo de bens. Os serviços públicos, por sua vez, também geravam empregos, dinamizando ainda mais a economia. Neste sentido, o Plano Beveridge era parte integrante da proposta keynesiana. O keynesianismo também ficou conhecido com o Estado de bem-estar social.
Este modelo já vinha sendo adotado nos Estados Unidos, desde a década de 1930, pelopresidente Roosevelt, com o objetivo de tirar aquele país da grande recessão em que mergulhara, a partir da crise da Bolsa de Nova Iorque. Foi aplicado na Europa em reconstrução com grande êxito, permitindo um ciclo de crescimento acelerado e grande abundância no capitalismo ocidental. Resultou nos “anos de ouro”, como ficaram depois conhecidos, e que duraram até o início da década de 1970.
O modelode produção capitalista adotado foi com base às teorias de Taylor e Fayol métodos consistiam, entre outras coisas, em decompor o processo de trabalho industrial em movimentos estudados e preestabelecidos, o que permitia controlar melhor o tempo de trabalho e reduzir o desperdício. Além disso, era preciso estimular o consumo, o que foi feito mediante acordos coletivos com os trabalhadores, em tornode ganhos de produtividade do trabalho. Paralelamente, a publicidade e a propaganda, que então ganhavam impulso, se encarregavam de estimular, em grande escala, a demanda por bens duráveis, de base industrial e tecnológica: geladeiras, carros, máquinas de lavar roupas etc.
Em relação à semelhança entre as condições econômicas dos diversos países em que floresceu o Estado de Bem-Estar Social, osmodelos adotados por cada um deles se diferenciam, ou seja, os tipos de benefícios e serviços oferecidos, as formas de sua provisão, bem como de seu financiamento, variam bastante de um contexto nacional para outro. Essas diferenças levaram analistas do campo a procurarem entender estas diferenças e os fatores que as determinam.
Através de pesquisas realizadas por estudos de arranjos de...
tracking img