O ESTADO EM THOMAS HOBBES

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 47 (11607 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto

FACULDADE PAN AMERICANA
LICENCIATURA PLENA EM FILOSOFIA









O ESTADO EM THOMAS HOBBES





ELIAS DE SOUSA SILVA
WILLER ROBERTO COELHO DE MELO












CAPANEMA - PA
2011
ELIAS DE SOUSA SILVA
WILLER ROBERTO COELHO DE MELO














O ESTADO EM THOMAS HOBBESTrabalho de Conclusão de Curso – TCC, apresentado à Faculdade Pan Americana, para obtenção do titulo de licenciatura plena em Filosofia, sob orientação do Prof. DRC. Arigson Tadeu Pereira Brito.









CAPANEMA - PA
2011
ELIAS DE SOUSA SILVA
WILLER ROBERTO COELHO DE MELO







O ESTADO EM THOMASHOBBES









Banca Examinadora:

___________________________________________
ORIENTADOR: Prof. DRC. Arigson Tadeu Pereira Brito

___________________________________________
1º Examinador

___________________________________________
2º Examinador




Data da aprovação: ______/______/______

Conceito: ___________________________Dedicamos aos nossos pais que muito contribuíram para a nossa formação educacional.





















Agradecemos a Deus e a todos os amigos e familiares, como também ao Prof. Doutorando Arigson Tadeu Pereira Brito que se dispôs a orientar-nos nesta graduação possibilitando-nos a aquisição de novos conhecimentos.











RESUMO

O presente trabalhode caráter bibliográfico aborda de maneira simples e direta a concepção de Estado a partir da reflexão do filosofo inglês Thomas Hobbes (1588 – 1679), bem como sua política social da formação do mesmo. Para ele, os homens já nascem inclinados a viverem numa disputa natural de todos contra todos. Desse modo, Hobbes, afirma que há a necessidade de uma renúncia pessoal para a formação dasociedade e a preservação do bem coletivo e comum, que ele chama de Estado. O mesmo é representado pela figura do soberano, o qual passa a gerir os destinos comuns da sociedade organizada, provendo o bem-estar de todos e assegurando a cada um seu direito individual. Essa concepção de Hobbes parte da própria experiência vivida ao longo de sua trajetória e, sobretudo por observar às guerras e crises emseu país natal a Inglaterra, onde o Rei e o Parlamento viviam numa constante disputa. Fato que mais tarde levaria o país a uma guerra civil. Defensor ardoroso do absolutismo ele o faz, mas por convicção política e social; sobretudo para que o estado tivesse a firmeza e o controle sobre a sociedade e evitasse o esfacelamento estatal numa guerra sem fim. Sua teoria, bem como a síntese de seupensamento está plasmada em sua obra principal O Leviatã (1651). Nela, Hobbes manifesta à compreensão de que é somente o Estado que poderá salvar os indivíduos daquilo que ele chama de “más paixões”, ou seja, o estado de natureza, onde os homem se digladiam pela obtenção do poder e da glória. O objetivo geral deste trabalho é apresentar aos diversos níveis de leitores de forma simples umacompreensão sobre o pensamento deste filosofo e a clareza de suas ideias.

Palavra-chaves: Estado. Política. Sociedade. Homem. Natureza.







SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 08

1. A VISÃO SOCIAL 09

1.1 DEFINIÇÃO DE ESTADO 11

1.2 AS INFLUÊNCIAS TEÓRICAS 14
II. A ESTRUTURA DOESTADO HOBBESIANO
2.1 A PROPOSTA DE ESTADO 19

2.2 A VISÃO DO HOMEM POLÍTICO 20

2.3 A ORGANIZAÇÃO SOCIAL 23

III . VISÃO DE MUNDO DE HOBBES

3.1 A IMPORTÂNCIA DA TEORIA DE HOBBES 31

3.2 INFLUÊNCIAS PRÁTICAS SOBRE HOBBES E CRÍTICA À SUA DEFESA DO ABSOLUTISMO 33 CONCLUSÃO...
tracking img