O efeito balassa-samuelson e a paridade do poder de compra na economia brasileira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3511 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

O trabalho que elaboramos buscará descrever como têm se comportado os Investimentos, Paridade Poder de Compra, a Taxa de Câmbio e o Crescimento Econômico na Economia Mundial nos últimos anos, apresentado diversas visões, sob pontos de vista diferentes (alguns sob a ótica global, outros sob a ótica nacional), e além disso esclarecer os principais termos e expressões que comumentesão usados para estudos nesse setor.
No primeiro texto iremos abordar os determinantes dos investimentos diretos estrangeiros no Brasil desde os anos 80 até 2004, através dos diversos dados macroeconômicos da economia brasileira. No Texto II abordaremos como se comportou o IDE do período pós-guerra até os anos 70, e quais mudanças ocorreram a partir dos anos 80 para chegarmos até a estrutura quepossuímos hoje em dia. O terceiro texto se resume na busca do autor em verificar se é aplicável ou não o teste de Balassa-Samuelson na economia brasileira de 1980 até 2001. No Texto IV o objetivo é analisar a eficiência e a racionalidade do mercado de câmbio futuro no Brasil entre 1995 e 1998. Por fim, o último texto avalia qual o impacto de uma depreciação cambial em face dos custos dos principaissetores da economia brasileira.
Ao final, elaboraremos uma conclusão com os principais aspectos abordados nos cinco textos discutidos, apresentando quais idéias convergiram ao mesmo ponto e quais divergiram, explicitando o arcabouço teórico e algébrico para essas conclusões.
1 O EFEITO BALASSA-SAMUELSON E A PARIDADE DO PODER DE COMPRA NA ECONOMIA BRASILEIRA

O intuito de Cláudio RobertoFóffano Vasconcelos ao elaborar seu texto “O efeito Balassa-Samuelson e a Paridade do Poder de Compra na economia brasileira” é de comprovar ou não a aplicação do Teste Balassa-Samuelson na economia brasileira no período entre 1980 a 2001. O efeito Balassa-Samuelson é explicado de forma genérica pelo autor através das diferenças de produtividade entre bens comercializáveis (tradables) enão-comercializáveis (nontradables). O exemplo trazido por Balassa é o de que, se “as diferenças de produtividade internacionais são maiores ou crescem a uma taxa maior na produção de bens comercializáveis do que na produção de não-comercializáveis, o preço relativo destes últimos tenderá a crescer devido ao fato de ambos competirem por fatores domésticos de produção. Como resultado, a moeda do país com nível deprodutividade mais alta aparecerá sobrevalorizada em termos da PPC. Isto é, no mercado internacional, um aumento no preço relativo de nontradables causa uma sobrevalorização em termos de PPC. Este seria, então, o chamado efeito Balassa-Samuelson”.
Em linhas gerias o efeito Balassa-Samuelson é a sobrevalorização da PPC e da moeda em função da menor taxa de produtividade de bensnão-comercializáveis diante dos comercializáveis, que tendem a ter preços iguais no mercado internacional.
Diante da explicitação do conceito, Vasconcelos busca em seu texto explorar evidências empíricas, o efeito Balassa-Samuelson, o modelo econométrico, para assim chegar ao resultado da economia brasileira. O passo seguinte foi procurar evidências empíricas do efeito, e para explorar o modelo, é necessárioprimeiro estipular seus pressupostos: mercado de trabalho competitivo, com perfeita mobilidade em cada país; um mercado competitivo para bens tradables; e validade da PPC somente para bens tradables. Foram analisados diversos pensadores e sua perspectiva sobre a aplicação ou não da teoria, no entanto o que vale ressaltar é que no Brasil, Zini e Cati (1993), e Fava e Alves (1996), através de uma série dedados abrangendo o período de 1855 a 1990, concluíram que pelos testes realizados, “não se pode rejeitar a hipótese de caminhada aleatória como modelo para a taxa de câmbio real no longo prazo”. No entanto de forma contrária, Rossi (1996) em seu estudo utilizou o teste de cointegração com base no modelo de Johansen, Segundo Rossi ao utilizarmos o índice de preços por atacado (apenas bens...
tracking img