O efeito acidificante do enxofre (s) na liberação do p2o5 do fosfato de araxá na cultura do cafeeiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1761 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O EFEITO ACIDIFICANTE DO ENXOFRE (S) NA LIBERAÇÃO DO P2O5 DO FOSFATO DE ARAXÁ NA CULTURA DO CAFEEIRO
Vinicius Andre Carneiro¹; Roberto Santinato²; Bruno Gabriel de Carvalho³; Rodrigo Ferreira Ticle4; Alexandre Garcia de Resende5; Ari Waldrich da Fonseca6; Tiago de Oliveira Tavares7.
(1)

Estudante de graduação em agronomia pelo Centro Universitário de Araxá, (2)Eng. Agrônomo MAPA,(3)Estudante de graduação em agronomia pelo Centro Universitário de Araxá, (4) Eng. Agrônomo projeto Educampo Sebrae, Professor do Curso de Agronomia do Centro Universitário de Araxá, (5)Estudante de graduação em agronomia pelo Centro Universitário de Araxá, (6)Estudante de graduação em agronomia pelo Centro Universitário de Araxá, (7)Estudante de graduação em agronomia pelo Centro Universitário de Araxá.Resumo – O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito acidificante do enxofre na liberação do fosfato Araxá em plantas de café. O experimento foi realizado no campo experimental de café da CAPAL, localizado no município de Araxá. O solo utilizado foi um latossolo vermelho distrófico, coletado de 0 a 40 cm de profundidade. O trabalho foi realizado em DIC com 6 tratamentos e 3 repetições. Sendo ostratamentos: T1, 150 Kg/ha P 2O5 de fosfato natural de Araxá (FNA), T2, 150 Kg/ha P2O5 super fosfato triplo, Fosfato Araxá (150g P²O5)/ha + Enxofre (S) pó 40g de S, Fosfato Araxá (150g P²O5)/há + Enxofre (S) pó 80g de S, Fosfato Araxá (150g P²O5)/ha + Enxofre (S) pó 160g de S, Fosfato Araxá (150g P²O5)/ha + Enxofre (S) pó 320g de S. Foi observado que não houve diferença estatísticas entre atestemunha e os outros tratamentos. Palavra-chave:, Coffea Arabica, disponibilidade fósforo; nutrição de plantas. INTRODUÇÃO O café é um dos principais produtos de exportação do Brasil, cujo cultivo ocupa extensas áreas agrícolas do País, com destaque para a região do cerrado mineiro, pelas suas condições de solo. Os solos de Cerrado, são muito intemperizados, e há uma mudança gradual nas característicasdesses solos, basicamente no sentido de torná-los menos eletronegativos. A capacidade de troca catiônica reduz, quando solos são mais intemperizados, a adsorção aniônica aumenta adsorção dos anions nas moléculas de argila, diminuindo a saturação por bases e aumentando gradualmente a retenção de ânions, como o fosfato indisponibilizando as plantas (NOVAIS e SMYTH, 1999). Estes solos são, dessaforma, extremamente pobres em fósforo (P) disponível. São necessárias aplicações de elevadas doses de fertilizantes fosfatados por ocasião do plantio, mas são extraídas pelas plantas quantidades

relativamente pequenas de P, indicando que grande parte dos fosfatos adicionados estaria indisponível para o cafeeiro em crescimento. Nessas condições, a adubação fosfatada assume papel importante nosistema de produção cafeeira implantado em “solo de Cerrado” (BARROS et al., 2000). Segundo Santinato et al. (1998), avaliaram os efeitos de fontes e de doses de P na produção do cafeeiro, aos 36 meses de idade, em Latossolo Vermelho Amarelo de Carmo do Paranaíba - MG, com 1,0 mg de P dm-3, e verificaram a importância deste nutriente nessa fase; todas as fontes estudadas e em todas as doses foramsuperiores à testemunha. Estes autores concluíram, ainda, que as melhores fontes dos fertilizantes em suas melhores doses foram o superfosfato simples e o fosmag, na dose de 400 g, o superfosfato triplo, o Arad e o atifós, na dose de 300 g e o termofosfato magnesiano na dose de 200 g de P2O5 solúvel por metro linear e sulco. Devido o fosfato Araxá ser uma fonte de fósforo muito utilizada porem poucoeficiente em curto prazo, tente-se a necessidade da utilização de produtos que o forçam sua liberação mais rápido, o presente trabalho tem o objetivo de avaliar a liberação do fósforo do fosfato em diferentes doses de S e avaliar o desenvolvimento das plantas de cafeeiro com 118 dias. METODOLOGIA O experimento foi realizado no campo experimental de café CAPAL, Localizado no município de Araxá. O...
tracking img