O direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (273 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
CURSO DE BIBLIOTECONOMIA
DISCIPLINA METODOLOGIA DA PESQUISA EM BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃOSEMESTRE 2012.2
ALUNA: JOSELANE DOS SANTOS MACIEL-0319874
PROF.ª: VIRGINIA BENTES PINTO

SANTOS, Boaventura de Sousa. Ciência e senso comum. In: ____ Introdução a umaciência pós-moderna. 3. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1989. p. 31-45.

RESUMO
Trata da ruptura epistemológica abordando ciência e senso comum, colocando que a primeira se constróia partir de três atos fundamentais: a ruptura, a construção e a constatação. Ressalta também que esses atos são essenciais e aplicam-se tanto as ciências naturais quanto associais, embora nestas últimas sua aplicação aconteça com uma maior dificuldade. O senso comum se consolida como um conhecimento conservador e fixista sem passar por essas trêsfases, pois pensa o que existe tal como existe, ou seja, as coisas existentes não são imutáveis. Assim as idéias da Ciência vão de encontro às ideias do senso comum e buscamconstituir um sistema de novos conceitos e de relações entre esses conceitos. Ressalta que no campo das ciências sociais a ruptura epistemológica acontece a partir de doisprincípios básicos: o princípio da não-consciência e o princípio do primado das relações sociais. Essa primeira parte o autor define como a primeira ruptura epistemológica. Trataainda da ruptura bachelardiana e continua abordando o tema ruptura epistemológica, sendo que agora irá chamá-la de reencontro da ciência com o senso comum, uma vez que essaruptura se define pelo ato de ser a ruptura com a ruptura epistemológica.

Palavras-chave: Ciência e senso comum. Ruptura epistemológica. Epistemologia bachelardiana.
tracking img