O desenvolvimento economico da america latina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4422 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O desenvolvimento econômico da América Latina

Um esboço dos principais empecilhos ao desenvolvimento econômico da América Latina.

Segundo a teoria da divisão internacional do trabalho, caberia à América Latina fornecer produtos primários ao primeiro mundo. Acontece que essa teoria, embora interessante, foi totalmente destruída pelos fatos reais. A divisão internacional do trabalhobaseia-se na falsa premissa de que os benefícios do progresso tecnológico tenderiam a ser distribuídos uniformemente por todos os países. A realidade mostra que as sociedades industrializadas desfrutam muito mais desses benefícios, e essa diferença dá origem os desequilíbrios entre os níveis de vida dos diferentes povos e nações. Outro ponto a ser inicialmente destacado é que o fomento industrial nãoinibe a produção de alimentos e matérias-primas. Muito pelo contrário, as atividades demonstram acentuada complementaridade no que diz respeito às cadeias produtivas.

O processo de desenvolvimento econômico da América Latina passa pelo complexo fluxo de investimento direto estrangeiro. Sua maior complexidade está no fato de muitas vezes não gerar volumes de recursos, através de exportação ousubstituição de importação, suficientes para compensar as remessas de lucros que originam. Devido à própria escassez do capital, faz-se necessário controlar a eficácia de sua aplicação, embora essa não seja uma tarefa simples.

Ao traçarmos planos de desenvolvimento para países latino-americanos é preciso levar em consideração que o processo de industrialização não deve sacrificar a exportação deprodutos primários. Além disso, devem-se evitar as perdas de receita ocasionadas pelas flutuações cíclicas. A implementação de políticas anticíclicas eleva a renda real e facilita a formação de capital.

Os benefícios do progresso técnico

Pelo o que podemos observar, o progresso técnico tem sido maior na indústria do que na produção primária. Caso os comportamentos dos preços sigam o aumento deprodutividade, os preços dos produtos primários deveriam ter caído menos do que o dos produtos industrializados. Esse comportamento tornaria válida a teoria da divisão internacional do trabalho uma vez que os benefícios do progresso tecnológico seriam distribuídos de forma uniforme por todos os países e não seria interessante para a América Latina promover a industrialização.

A realidade é bemdiferente das hipóteses descritas acima. A cada novo período são necessários maiores volumes de produtos primários para "comprar" a mesma quantidade de produtos industrializados. As nações periféricas foram fortemente prejudicadas pela perda de valor relativo dos seus produtos. Na produção industrial, houve um misto de redução de custos e elevação de preços, em termos relativos.

Comoresultado desse processo, a renda média por trabalhador cresceu muito mais no centro do que na periferia. Ocorre que o fenômeno de transferência de renda entre as nações acontece ao longo dos ciclos econômicos e, na fase descendente, os setores primários são menos resistentes à contração na renda, seja ela sob a forma de lucros ou salários.

América Latina e os Estados Unidos

A industrialização daAmérica Latina elevaria o preço dos produtos primários aumentando a parcela desses países nos benefícios do progresso técnico. Com a ausência da mobilidade total dos fatores produtivos essa seria a única forma de promover o desenvolvimento econômico da periferia. Sendo os Estados Unidos o principal centro cíclico do mundo, acabam por exercer vultuosa influência sobre a atividade econômica das naçõeslatino-americanas. Quando o centro principal entra em uma fase cíclica minguante, a periferia tende a seguí-lo nesse comportamento. Como há um certo "atraso" no desaquecimento da economia emergente, ela passa a contar com apresentar problemas na balança de pagamentos.

Pelo o que se podem observar os Estados Unidos têm reduzido seu coeficiente de importações (importações/renda) o que obriga...
tracking img