O cyberbullying

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1956 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O cyberbullying

- Todos se lembram do bullying na escola. Talvez tenham roubado a sua bicicleta, ou espalhado um boato sobre si.
Infelizmente para os seus filhos, o bullying actual está mais desenvolvido. Isso porque as intimidações podem acontecer no terreno da escola, mas também podem ser no ciberespaço.
- O Cyberbullying está em ascensão, e os maus não são sempre quem você pensa. Aintimidação pode vir de uma menina que espalha boatos sobre um ex-amigo, ou um estudante tentando se vingar de um professor que lhe deu uma nota má, ou um grupo de miúdos a fazer uma partida a um colega desavisado. O Cyberbullying é um fenómeno complexo. 
- Os intimidadores são engenhosos e têm tantas ferramentas de alta tecnologia à sua disposição, como telefones celulares, pagers, websites, blogs,chats, mensagens instantâneas ou e-mails. Eles podem ir a um site e convidar outras pessoas para intimidar a vítima, pedindo-lhes que comentem a sua imagem. Eles podem criar uma página web que se parece com a que pertence à pessoa que está ser intimidada, mas é mal-intencionada. Eles podem digitar o endereço de email da vítima e fazer spam a partir de sites que nunca visitou. Podem colocar fotosembaraçosas ou até mesmo usar uma ferramenta como o Photoshop para ajustar a imagem e torná-la diferente.



O cyberbullying é tido como um tipo grave de agressão, que ocorre de modo repetido e intencional. De acordo com especialistas, o fenômeno vem sendo descrito enquanto um comportamento agressivo e prejudicial, que não pode mais ser ignorado na atualidade. Em um período no qual crianças eadolescentes convivem diariamente com a tecnologia, seja em salas de bate-papo, sites de redes socias e mesmo através de telefones celulares, professores, pais e profissionais da saúde devem conhecer quais são os fatores de risco para o fenômeno.
Crianças e adolescentes que são vítimas da agressão virtual podem apresentar pior desempenho escolar, sintomas de depressão e ansiedade superior aos seuspares, afirma Guilherme Welter Wendt, pesquisador sobre o tema, membro da International Association of CyberPsychology, Training, and Rehabilitation e especialista em cyberpsicologia. Em entrevista exclusiva ao portal SIS.Saúde, Wendt antecipou que está conduzindo um estudo focado nas especificidades do cyberbullying no contexto brasileiro.
Há uma série de estudos inconsistentes sobre o assunto,ressalta o especialista. O pesquisador cita o recente estudo de Huang e Chou (2010), que conduziram um estudo com 545 alunos de escolas da Taiwan, com o objetivo de analisar os fatores de risco envolvidos. Os resultados dessa pesquisa indicaram que os estudantes do sexo masculino foram os mais propensos à intimidação de pares no mundo virtual. Dentre os fatores associados ao fenômeno nessapopulação, foram dentificados que todos os jovens com acesso à Internet podem se tornar vítimas ou mesmo espectadores do cyberbullying.
Muitos dos estudos evidenciam resultados confusos, provavelmente em decorrência da metodologia empregada. Contudo, o pesquisador pontua que alguns pontos em comum entre o bullying tradicional e o virtual podem ser identificados. Primeiro, há uma disparidade de poder. Ovalentão da escola intimida seus pares por valer-se de um poder físico ou psicológico sobre a vítima; no ciberespaço, contudo, esse escopo é ampliado. "Os professores e profissionais da escola podem também arcar com as consequências do cyberbullying, uma vez que o conhecimento das tecnologias de comunicação é surpreendentemente superior nos jovens, nativos dessas ferramentas digitais de interação.Assim, os alunos podem vitimizar seus professores que, por sua vez, evidenciam impotência na hora de reagir ao fato", salienta.
Assim, considerando que a maioria dos adolescentes utilizam a Internet no ambiente doméstico, a mediação parental, no sentido de impor limites e deixar claro o que é e o que não é tolerável, pode ser uma medida eficaz para a prevenção, ressalta Guilherme Welter Wendt,...
tracking img