O crescimento desordenado das cidades planejadas - um olhar sobre palmas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1894 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O CRESCIMENTO DESORDENADO DAS CIDADES PLANEJADAS:
UM OLHAR SOBRE PALMAS
PIMENTEL, Camila de Queiroz.
Acadêmica do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Tocantins – UFT.
E-mail: camila_qpimentel@hotmail.com

O caos do crescimento desordenado das cidades afeta também as cidades planejadas. Um
exemplo para tal afirmativa é a cidade de Palmas, capital do Estado doTocantins. Criada
no fim do século XX, tem em seu traçado os princípios modernistas, assim como Brasília, e
como a mesma, enfrentou problemas territoriais e sociais no momento de sua ocupação.
Palmas foi criada em 20 de maio de 1989 para ser a capital do Estado do Tocantins, função
exercida anteriormente em caráter provisório por Miracema do Norte, atual Miracema do
Tocantins, localizada 78 km aonorte de Palmas.
A área escolhida para a construção da nova capital localizava-se na região de Canelas1 ,
pertencente a Taquaruçú do Porto, município de Porto Nacional, no centro geográfico do
Estado do Tocantins, entre a Serra do Lajeado e a margem direita do Rio Tocantins (figura
1). Esta região é cortada por diversos ribeirões no sentido Leste-Oeste, entre eles o Água
Fria e o Taquaruçú,sendo estes os limites Norte-Sul pré-estabelecidos para o crescimento
da cidade, não se levando em consideração suas áreas de expansão.

Figura 1 - Palmas-TO: Localização da área destinada à cidade planejada.
Fonte: Instituto de Planejamento Urbano de Palmas - IPUP, 2002. CARVALHÊDO; LIRA
(2009). Disponível em: http://www.observatorium.ig.ufu.br/pdfs/1edicao/n2/PALMAS%20
ONTEM %20E% 20HOJE.pdf1

Região onde se localizava uma antiga fazenda de gado

A área urbana de Palmas foi proposta com 11.085 hectares, prevendo-se uma ocupação de
aproximadamente 1.200.000 habitantes. Foram previstas também duas áreas para expansão
urbana: Uma ao Norte do Córrego Água Fria e outra ao Sul do Rio Taquaruçú, podendo
assim, abrigar um total de aproximadamente 2.000.000 de habitantes (Figura2).

Figura 2 - Palmas-TO: limites naturais e áreas de expansão do plano diretor inicial.
Fonte: Instituto de Planejamento Urbano de Palmas - IPUP, 2002. CARVALHÊDO; LIRA (2009).
Disponível em:http://www.observatorium.ig.ufu.br/pdfs/1edicao/n2/PALMAS%20ONTEM%20E%
20HOJE.pdf

“Os recursos hídricos e a proteção de suas matas de galeria foram elementos determinantes
para a configuraçãourbanística do macrozoneamento e do desenho da cidade” TEIXEIRA2
(2009). Tais elementos são percebidos, pois a cidade tem como limites a Serra do Lajeado
(Leste), o Lago da UHE Luís Eduardo Magalhães - Lajeado (Oeste), o Córrego Água Fria
(Norte) e o Rio Taquaruçú (Sul).
Em janeiro de 1994, quatro anos após a criação da cidade, foi aprovado o Plano Diretor
Urbanístico de Palmas – Lei Municipal N° 468.Tal documento veio estabelecer as
diretrizes do processo de urbanização da área escolhida para a construção da nova capital.
Como citado anteriormente, Palmas é dividida em três áreas: uma área central macro parcelada, uma área de expansão norte e outra área de expansão sul, as quais não foram
parceladas inicialmente.
A área central é subdividida em uma Área Administrativa – AA - e quatroáreas
residenciais - ARNE, ARSE, ARNO e ARSO – respectivamente Área Residencial
Nordeste, Sudeste, Noroeste e Sudoeste.
A área de expansão sul corresponde ao distrito de Taquaralto, Jardim Aureny, Jardim
Taquari, Jardim Aeroporto, Taquaruçú e Buritirana.(Figura 3).
O sistema viário é regido pelo cruzamento de duas vias principais uma no sentido NorteSul, que é a Avenida Teotônio Segurado, e umano sentido Leste-Oeste, que é a Avenida
Juscelino Kubitschek. As demais vias seguem paralelamente e ortogonalmente às acima
citadas. No encontro dessas duas grandes avenidas encontra-se a Praça dos Girassóis, onde
foram locados os principais prédios públicos do Estado.

2

Luís Fernando Cruvinel Teixeira. Arquiteto coautor do plano urbanístico de Palmas

Figura 3 – Mapa do plano...
tracking img