O crash de new york e o crash para o brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (286 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1-O crash de New York

Mergulhada numa valorização excessiva e especulativa quanto ao valor real das suas ações, em 24 de outubro de 1929, a Bolsa de Valores de NovaYork assistiu ao preço das ações cair vertiginosamente, levando à miséria aos milhares de investidores. O dia passou a ser chamado de “Quinta-Feira Negra” da economia.Desesperados, os investidores tentaram vender suas ações, que àquela altura já não tinham valor algum. Excesso de ações à venda e a falta de compradores levou, em 29 deoutubro, conhecido por “Terça-Feira Negra” da economia, ao colapso e quebra da bolsa. Era o crashda Bolsa de Nova York, que levaria à ruína grandes fortunas, afetando toda aeconomia mundial. Durante três anos o valor das ações na bolsa flutuou, conduzindo os Estados Unidos à depressão econômica, que só terminaria na década seguinte, quando aEuropa voltou a mergulhar na guerra. O outubro negro de 1929, que conduziu aocrash, pôs fim aos sonhos e ao consumo da mítica geração da era do jazz.

O crash p/ oBrasil
A crise de 1929 afetou também o Brasil. Os Estados Unidos eram o maior comprador do café brasileiro. Com a crise, a importação deste produto diminuiu muito e ospreços do café brasileiro caíram. Para que não houvesse uma desvalorização excessiva, o governo brasileiro comprou e queimou toneladas de café. Desta forma,,, diminuiu aoferta, conseguindo(tire essa parte ) manter o preço do principal produto brasileiro da época. Por outro lado, este fato trouxe algo positivo para a economia brasileira. Coma crise do café, muitos cafeicultores(trabalho tirado da net é copia nao pode fasa vc mesmo) começaram a investir no setor industrial, alavancando a indústria brasileira.
tracking img