O contrato social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (294 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Contrato Social – Rousseau
No livro 1 da obra de Rousseau - Da Sociedade ou O Contrato Social, o autor questiona a passagem do estado natural ao estado civil e quais são ascondições necessárias para tanto.
Rousseau pensa a política de forma diferente e propõe o exercício de soberania na mão do povo, como condição para a retomada de sua libertação.O estado civil, marca a degeneração do estado de natureza, para o estado civilizado, mas coloca o homem na condição de desigualdade, submissão e miséria.
Nessas condições, houvea necessidade de estabelecer-se um contrato com o intuito de legitimar a relação de soberania e poder entre os homens sob a direção da vontade geral.
O contrato social permiteao homem a recompensa por ter perdido sua liberdade natural, mas ter sido agraciado com sua liberdade civil, onde é fundamental a condição de igualdade das partes contratantes.Rousseau aponta em seus escritos que a condição de igualdade das partes implica na fluência entre liberdade e obediência.
Se o poder político é fruto do povo, o poder soberano nãopode ultrapassar as decisões das convenções gerais. Os interesses individuais não podem sobrepor-se aos interesses coletivos.
A liberdade verdadeira só acontecerá quando um povotiver condições de elaborar suas, baseando-as nos princípios de igualdade, de sorte que, ao obedecê-las, a submissão possa ser entendida, como submissão de si mesmo que é parte docorpo soberano.
Definindo-se a vida política de um povo, é necessário que se crie mecanismos adequados para que a vontade social se realize: é necessário a criação do Estado,órgão limitado e não autônomo.
Essa política transformadora de Rousseau tem o objetivo de recuperar a liberdade do homem.
Sandra Ap. R. de Almeida
Filo 1 Noturno – Pólo Guarulhos
tracking img